O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema : Alimentação irregular e obesidade no brasil.
Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 50% da população brasileira está acima do peso, enquanto que fora registrado também um aumento de 60% do número de obesos nos últimos anos. A obesidade é um problema mundial e é causada por diversos fatores, os quais abarcam aspectos sociais, econômicos e biológicos.
O advento da vida nos grandes centros urbanos é uma das causas diretas do sobrepeso. A crescente urbanização no Brasil, na metade do século XX, foi fruto da industrialização ocorrida na Era Vargas e no governo de Juscelino Kubistchek - processo ocorrido em resposta à queda da economia agroexportadora. O êxodo rural presente nesse período alavancou o desenvolvimento das cidades e alterou a rotina dos brasileiros, os quais passaram a ter menos tempo para se alimentar, em virtude das altas cargas horárias na jornada de trabalho. A solução encontrada foi o consumo de alimentos processados, que são geralmente mais calóricos, e o resultado foi o aumento do peso devido ao excesso de calorias.
Além disso, fatores biológicos tais como predisposições genéticas agravam a situação. É sabido que os antepassados do homem dispunham, na Pré-História, de poucos alimentos para a sobrevivência em um ambiente selvagem. Dessa maneira, indivíduos que possuíam uma maior capacidade de armazenamento de calorias foram beneficiados pela Seleção Natural e seus genes foram passados adiante. O resultado da seleção é uma sociedade repleta de indivíduos com tendência à reserva energética, característica que combinada a uma alimentação calórica, gera aumento de peso.
Torna-se fundamental, portanto, uma mudança nos hábitos alimentares da população brasileira, as consequências advindas do sobrepeso e obesidade são sérias - diabetes e hipertensão por exemplo - e questão de saúde pública. A reeducação alimentar deve ser incentivada pelo Estado, através de campanhas de conscientização por parte do Ministério da Saúde nas redes sociais, jornais e TV. Concomitantemente, a carga tributária para o financiamento da saúde pública deve ser aumentada para capacitar o SUS no tratamento e prevenção da doença.



Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!