O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema da redação: Guerra nas ruas: o problema da violência urbana no Brasil
Textos motivadores: https://descomplica.com.br/blog/redacao/tema-de-redacao/tema-de-redacao-guerra-nas-ruas/

No filme Cidade de Deus, são expostas enfermidades sociais concernentes a violência que permeiam grandes centros urbanos do Brasil, de maneira a apresentar causas e consequências desse emblema tão presente no país. Como mostrado no longa-metragem, a violência urbana trata-se de uma questão social gravíssima passível de análise crítica e de adoção de medidas para a sua remediação.
Em primeiro lugar, a violência das ruas fere diretamente os direitos humanos. A constante veiculação de atos violentos realizados no meio urbano, aliada a ausência da atuação efetiva da segurança pública em muitas cidades, gera um sentimento generalizado de ameaça contínua à população, o que acaba por fazer com que muitos evitem o espaço público, especialmente à noite. Assim, fica evidente que o direito básico de ir e vir não se faz presente como deveria.
Além disso, a violência urbana não se limita ao espectro das agressões físicas. ?Minorias? sociais, a exemplo de negros, mulheres e a comunidade LGBT+, são frequentemente atacados verbalmente, seja por meio de assédio, no caso das mulheres, seja através de insultos. Ademais, há ainda as violências psicológica e moral, que, por meio de atitudes sutis e silenciosas, são capazes de ferir gravemente um indivíduo e lhe causar graves sequelas. Dessa maneira, torna-se claro que o impasse da violência não possui caráter superficial como muitos pensam.
Fica explícita, portanto, a necessidade da adoção de medidas para minimizar a violência urbana vivida por muitos brasileiros. Primeiramente, o Estado deve investir em segurança pública, de maneira a criar unidades móveis de policiamento, garantir todo o monitoramento possível de centros urbanos e efetivar os meios que estreitam a relação entre cidadão e segurança, através do telefone e da internet, a fim de que o direito de ir e vir não seja ferido pela insegurança. Adicionalmente, a mídia, grande difusora de informações, deve, em conjunto com ONGs, denunciar, por meio ficção e da publicidade, os tipos de violência além-física que ocorrem diariamente no país, assim alertando o estado e informando a população acerca de tais emblemas, incentivando, ainda, vítimas a denunciarem transgressões. Desse modo, será possível amenizar o impasse e fazer com que cenas de Cidade de Deus não venham a se repetir na vida real.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!