O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema : Os desafios da saúde pública no Brasil
De acordo com a Constituição Federal de 1988, a saúde é um direito de todos os cidadãos brasileiros, e dever do Estado. Mediante essa concepção, fora criado o SUS, projeto ambicioso do Governo Federal de contemplar toda a população com esse benefício. No entanto, apesar da melhoria na saúde pública graças ao SUS - nos seus quase 30 anos de funcionamento -, a universalidade e equidade do sistema proposta na Constituição não foi estabelecida, devido aos problemas de gestão e orçamento.
A corrupção endêmica no Brasil é a principal causa do mau gerenciamento dos recursos públicos. A sociedade brasileira é fortemente marcada por uma cultura
egocêntrica, pautada na valorização estereotipada do espertalhão que se beneficia à custa dos outros. Junta-se a isso, uma cultura de impunidade histórica no país - Judiciário falho e moroso -, e cria-se o ambiente ideal para o predomínio da corrupção, através da qual grande parte dos recursos destinados à saúde são desviados para o bolso dos corruptos.
Como se não bastasse o problema de gestão, há ainda a questão do subfinanciamento na área da saúde pública: a enorme extensão territorial brasileira e uma população de mais de 200 milhões de habitantes deveria implicar em um montante de recursos investidos no setor ainda maior do que se observa na realidade. Uma pesquisa realizada pela organização internacional WHR apontou que os países no topo do ranking de qualidade de saúde pública investem cerca de 8 à 10% do PIB nessa área, enquanto no Brasil, em 2013, esse valor chegou a míseros 3,6% do PIB. A situação tende a piorar devido aos avanços tecnológicos na Medicina - que geralmente encarecem os serviços prestados - e ao envelhecimento da população, à medida em que mais pessoas se tornarão dependentes do sistema de saúde público.
É necessário, portanto, perceber que os direitos sobre saúde previstos na Constituição só serão adquiridos com a reforma do SUS, através do combate à corrupção, mediante à mudança do imaginário sociocultural brasileiro, a fim de pôr o interesse público acima do privado. Nesse sentido, campanhas nas mídias sociais, escolas e TV - por intermédio do Estado - seriam efetivas. Da mesma maneira, a União deve realocar uma maior parte do PIB no sistema de saúde.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!