O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Segundo a constituição federal de 1988, a segurança pública é dever do estado, direito e responsabilidade de todos. Nessa perspectiva, podemos entender que o país tem como obrigação garantir a segurança do indivíduo seja ele de classe social baixa, média ou alta. Mesmo com uma lei clara e direta vemos falhas na sua execução, deixando a sociedade ao invés de segura, com mais preocupações.
O poder público estadual deixa a desejar quando se trata da segurança das pessoas de baixa renda, muitas vezes "confundindo" com os marginais, chegado nesse momento com uma abordagem nada profissional e com muita agressão. Um relato feito pelo site G1, conta que em São Paulo no primeiro semestre de 2017, um grupo de policiais Civis abordam um morador de rua, batem, agridem o senhor e retiram seus bens, o senhor pede para não retirarem suas coisas, pois são as únicas coisas que ele tem e é respondido com mais agressões.
A sociedade com medo da segurança pública e até mesmo com receio de não receber uma resposta de uma ocorrência pedida, acaba que deixa de lado e começa a "fazer justiça com as próprias mãos", se tornando mais um perigo social.
A polícia tem o papel fundamental na execução da segurança social, já que são "treinados" para combater o crime e garantir a segurança. Sabemos que isso só fica em tese, já que a maioria dos policiais militares não sabem abordar, conversar, e não sabem usar os equipamentos quando tem, até mesmo não agem bem por não serem resguardados pelo próprio estado.
Contudo, medidas são necessárias para que aja melhorias. A receita federal deve mandar parte da verba mensal para os estados do Brasil, onde o estado irá investir em capacitação para os Policiais Militares e civis, em abordagem, conversação e uso de equipamentos, para melhor desempenho do seus serviços. O Estado junto com as Juntas militares, quartéis e delegacias devem colocar um programa de Meritocracia, no qual o policial que seguir e mostrar desempenho na sua função sem distinção de classes, raças e padrão social ganhará uma porcentagem a mais no salário para incentivar essas atitudes com o cidadão. A receita federal deve também investir em equipamentos e armamentos, pois é necessário que se iguale as armas dos meliantes para não ficarem com receio de entrar em combate já que os criminosos em muitas vezes tem armamentos mais pesados. Como o líder Nelson Mandela disse, "É preciso que uma nova era comece".
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!