O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre


O Brasil é um país rico em recursos hídricos. De acordo com dados da World Wide Fund for Nature (WWF), cerca de 12% da água mundial própria pra consumo encontra-se em suas terras. Apesar disso, devido sua má gestão o país sempre sofreu com a escassez. Esse problema que até uma década atrás restringia-se a pontos isolados, hoje afeta todo território nacional, causando diversas consequências no âmbito econômico e social.
O brasileiro gasta água em demasia, praticamente todas as atividades que necessitam de água são realizadas com desperdício. Conforme dados da Agência Nacional das Águas (ANA), 2/3 da água gasta no país é destinada à irrigação, junto a pecuária e indústria, o consumo totaliza 85%. Mas o principal não é a porcentagem utilizada e sim como esta vem sendo gasta. Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária (EMBRAPA), caso fossem adotadas medidas de irrigaçãhídricosgente, a produção agrícola seria mantida usando cerca de 60% do montante atualmente manipulado.
Em paralelo à isso, apesar do uso doméstico da água somar 10% do total gasto, o valor calculado em metros cúbicos por habitante é quase o dobro do indicado como necessário pela Organização das Nações Unidas (ONU). O que mais uma vez ratifica o desperdício.
Outra questão que também interfere incisivamente no bom uso da água é a poluição. Eventos como a chuva ácida, precipitação pluviométrica com PH inferior a 5,6 e a eutrofização, deposição excessiva de dejetos orgânicos e inorgânicos que ao gerar uma reação em cadeia destrói ecossistemas aquáticos, acabam por inutilizar depósitos hídricos.
Portanto, com base no exposto pode-se concluir que a má gestão da água vem gerando um efeito dominó que desestabiliza toda cadeia produtiva do país, sendo necessária uma intervenção conjunta. O Poder Legislativo, no uso das suas atribuições, deve sancionar leis que obriguem o agronegócio, em caráter emergencial, adaptar-se a técnicas de irrigação mais econômicas, como a irrigação por gotejamento ou localizada por exemplo. Os vereadores também devem criar leis municipais que punam severamente o desperdício doméstico. Há ainda a necessidade de uma maior fiscalização das legislações ambientais visando conservar as reservas hídricas, pois apesar de existir um Código Nacional Florestal este, muitas vezes, não é difundido ou respeitado. No mais, as ONGs, escolas e instituições sociais no todo devem promover campanhas de conscientização no bom uso da água.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!