O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Em setembro de 2015, a Comissão Especial do Estatuto da Família aprovou um projeto de lei que define família como o núcleo formado a partir da união entre um homem e uma mulher. Muitos consideraram a decisão retrograda e o conceito, além de restritivo, fora da atual realidade brasileira, o que fez tal aprovação gerar um debate, no Brasil, acerca dos diferentes tipos de família do século XXI.
Atualmente vivemos em um mundo com enorme diversidade de pensamentos, ações e opiniões. Diante dessa situação o ?normal? e tradicional convive com o novo e ?diferente?, por isso, em diversas áreas, o conceito tradicional torna-se obsoleto, como é caso do conceito de família. Tradicionalmente, a família é constituída a partir dos laços matrimoniais e consanguíneos, no entanto, esse conceito, ao ser aplicado na sociedade hodierna exclui vários grupos familiares, como os casais homoafetivos, que, de acordo com dados do IBGE de 2010, correspondem a um número de 60 mil casais.
Além disso, há outro fator a ser considerado quando se trata desse assunto: o preconceito, já que, apesar da diversidade presente no mundo contemporâneo, conceitos obsoletos continuam sendo utilizados por várias pessoas, criando moldes nos quais todos ?devem? se encaixar. Aqueles que não se encaixam nesses moldes sofrem preconceito por uma parte da população que os consideram anormais. Dessa forma, ao reconhecer apenas a definição tradicional de família, o Estado está contribuindo para a propagação e o fortalecimento de um conceito responsável por gerar preconceito.
A definição de família aprovada pela Comissão Especial do Estatuto da Família é restritiva e corrobora com o preconceito existente na sociedade. Diante disso, cabe ao Estado procurar um conceito mais abrangente e tentar combater o preconceito contra as famílias ?diferentes? através da conscientização da população a cerca da importância de se respeito os diferentes núcleos familiares. A população também pode auxiliar o Estado no combate a esse preconceito através do repúdio a atos preconceituosos e da aceitação dos diversos tipos de família.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!