O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A questão da liberdade de imprensa tem origem no Iluminismo, época marcada pelo surgimento de iseias que impactaram a vida política, social e econômica no mundo. A liberdade de imprensa absoluta gera uma serie de fatores que ferem os direitos humanos. Em consonância com à violação dos direitos humanos, percebe-se uma forte presença de intolerância religiosa, causando mágoas que podem ocasionar em catástrofes.

No que se refere à liberdade de imprensa, pode se perceber que a total permissividade da expressão, sempre, vai gerar o desrespeito dos direitos humanos. Porém, nem todos os países reconhece esses direitos, como os Estados Unidos. Por exemplo, em agosto de 2017, grupos defensores da superioridade racial branca marcharam em cidades norte americanas, sem haver nenhum tipo de punição. Já no Brasil, este tipo de manifestação, seria uma apologia ao racismo, ou seja, uma jornada de violação da dignidade humana.

A sociologia estuda as instituições sociais (família, escola, estado e religião), a partir daí têm se a formação dos conceitos de cada indivíduo. O jornal Charlie Hebdo, em 2015, sofreu um ataque terrorista, após satirizar a imagem de Alá; o jornal criticou de forma pejorativa o sagrado do outro, e fazer critica depreciativa do que é tido como sagrado, divino, verdade absoluta, é mexer com a moral, e neste caso ela foi "lavada" com sangue.

Sendo assim, a liberdade de imprensa absoluta precisa ser repensada. A ONU como representante da paz, deveria impor, através de uma cláusula, a inserção dos direitos humanos em todos os países membros. Campanhas de conscientização sobre o respeito ao outro, também, necessitam ser disseminadas pelo mundo, por meio das redes sociais. Juntamente às essas medidas, a religião necessita ser mais flexível e mostrar aos seus fiéis a importância de respeitar a opinião divergente; cabendo, também, a liberdade de imprensa respeitar cada crença.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!