O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Viver em sociedade, é viver em união, porém nenhum setor social prega um único ideal, pois tem-se diversas culturas que rodeiam um conjunto de indivíduos. No entanto, existem pessoas que não respeitam a cultura do próximo, e acabam não contribuindo para uma mudança social. Sendo assim, aspectos históricos e ideológicos estão presentes nessa situação, na qual a família precisa estar inserida.
É indubitável afirmar que no período colonial até o início do século XX, a cultura de diversos povos como indígenas, africanos, europeus, entre outros imigrantes que estavam em busca de mão de obra, se difundiu, promovendo uma diversidade cultural brasileira, logo, uma espécie de etnocentrismo surgiu, e fez com que muitos cidadãos não dessem valor para a cultura alheia. Nesse sentido, muitos programas de inclusão cultural se encontram no Brasil, mas a maioria ainda não se propagou de forma eficiente, fazendo com que o pensamento arcaico de desvalorização de culturas ainda exista.
Por conseguinte, o que o famoso sociólogo Durkheim chama de fato social, no qual nossas ações são dotadas de fatores como Generalidade, Exterioridade e Coercitividade, ocorre, pois se alguém observa uma pessoa destratando a outra pela sua cultura, irá fazer o mesmo, principalmente no ambiente familiar, deixando clara a frase de Immanuel Kant: "O ser humano é aquilo o que a educação faz dele". Assim sendo, não adianta se pensar em revolução quando ainda se tem pessoas com sentimento de superioridade cultural em relação à outras culturas, além de excluir os pobres ou deficientes, e alimentar um sentimento de racismo ou xenofobia; a união faz a força, não há outros caminhos que possam se distinguir disso.
Fica claro, portanto, que o Brasil apresenta uma diversidade cultural muito ampla, e todos devem se unir como cidadãos de bem a fim de promover um equilíbrio social de respeito e dignidade. Em relação a isso, um dia do ano deve ser dedicado a se falar somente de cultura em programas jornalísticos, nas escolas e nos comerciais televisivos ou nas redes sociais com o apoio do Ministério da Educação, além disso, um aplicativo android especializado somente em recebimento de denúncias de pessoas que foram ofendidas pela sua cultura, deve ser criado pelo Ministério da Cultura em parceria com a Anatel. A mídia deve mostrar nos comerciais e nas redes sociais a importância da cultura como fator para a mudança social, fazendo com que as famílias possam educar seus filhos a serem respeitadores da diversidade sócio-cultural brasileira e mundial.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!