O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Link da proposta: https://descomplica.com.br/blog/redacao/tema-de-redacao-literatura/

Século XIX, os escritores Machado de Assis e Aluísio Azevedo sintetizam a natureza humana e sua sociedade em obras icônicas como "O Cortiço" e "Dom Casmurro". Isso exemplifica a importância da Literatura como registro das várias manifestações culturais e meio de construção de valores do indivíduo. Entretanto, no Brasil, mesmo possuindo várias obras de notoriedade internacional, nosso acervo é subvalorizado e mal utilizado nas instituições de ensino.

De modo paradoxal, mesmo sendo uma ótima fonte de conhecimento, nossos títulos fictícios são as ferramentas menos usadas em nossa educação. Nossas escolas aplicam tais livros em sala apenas para cumprir metas de leitura e aplicar provas e testes que desestimulam os alunos, estabelecendo uma sensação de que a leitura é uma obrigação. Essa ideia não só restringe o conhecimento de mundo da pessoa, mas também cria uma certa repugnância ao hábito. Como consequência obtemos resultados como os de pesquisas recentes do MEC, que apontam que 81% dos estudantes de rede pública julgam inútil a matéria Literatura. Observa-se, então, o papel das instituições de ensino nesse problema, mas ela não é a única que corrobora com o obstáculo.

Somando ao impasse existe o fato do livro não ser um elemento comum na esfera familiar. Existe pouco incentivo por parte dos pais na formação da imagem da leitura como algo prazeroso e edificante pois eles próprios não possuem o hábito, formando um ciclo vicioso que deteriora esse costume em nossa sociedade. Logo, forma-se o conceito de que fomentar a leitura é um papel apenas das Escolas, por consequência, ler se torna uma atividade autoflagelante para nossos jovens.

Fica claro, portanto, que apesar de todos os benefícios da Literatura para nossa sociedade, ainda existem obstáculos a serem superados. Logo, escola e a família tem uma importante função de resgatar a vontade de ler de nossa população através de campanhas que incentivem o hábito tanto em pais quanto alunos, além disso, podem ser feitas palestras e apresentações com o mesmo intuito. O Governo, por sua vez, através do MEC, deve construir mais bibliotecas municipais e distribuir livros nas escolas para acessibilizar a leitura. Só então teremos jovens que conhecem não só o nome Machado de Assis, mas também suas obras.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!