O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A edição 17 do reality show Big Brother Brasil trouxe uma participante paralítica para o confinamento, mostrando a inserção dos deficientes físicos. Fora do reality, a inclusão dos deficientes não é uma realidade notória, fazendo-se necessário medidas que resolvam a questão.
Na Idade Antiga muitos deficientes eram tratados de forma desumana e sem os mesmos direitos que "os normais". De acordo com a Organização das Nações Unidas existem aproximadamente 610 milhões de indivíduos com algum tipo de limitação. Somente no Brasil são 24,5 milhões de brasileiros com algum tipo de incapacidade. Dados divulgados pelo Ministério da Educação apontam que dos 654.606 mil alunos matriculados na educação básica apenas 1,2% são crianças ou adolescentes com deficiência, mostrando a falta de inclusão.
No entanto, muitos problemas dificultam a resolução da problemática. Muitos colégios, no Brasil, não preparam seus profissionais para lidar com as diferenças de cada aluno, prejudicando a inclusão de muitos deficientes. Além disso, a falta de conscientização da população brasileira é outro fator que contribui na falta de inserção dos deficientes na sociedade.
Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. O Poder Legislativo deve criar nova lei que obrigue todos os colégios, seja da rede pública ou privada, a contratar profissionais capacitados em lidar com todo tipo de deficiência. Ademais, as emissoras de Tv abertas devem criar comerciais, incentivando os brasileiros a respeitar e inserir os deficientes em todos os locais. O filósofo Immanuel Kant afirma:"O ser humano é aquilo que a educação faz dele". Assim sendo, o MEC deve instituir, nas escolas, palestras ministradas por psicólogos a fim de conscientizar os alunos sobre a inserção dos deficientes no colégio e a importância do respeito às diferenças.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!