O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A urbanização trouxe grandes avanços para as sociedades, mas também trouxe desafios a serem vencidos, dentre eles: a mobilidade urbana. A má qualidade da mobilidade é um fato em grandes centros urbanos e corrobora para a diminuição da qualidade de vida dos cidadãos e impactos ambientais.
De acordo com o relatório ?Estado das Cidades da América Latina e Caribe?, o tempo médio de deslocamento urbano dos habitantes de grandes centros urbanos é em média de 2 horas e 49 minutos. Esse tempo desprendido em locomoção diminui a produtividade pessoal desses sujeitos e pode levar a estresse, impactando diretamente na qualidade de vida. Outro aspecto importante é o impacto à saúde resultante do trânsito presentes nessas cidades, pesquisas científicas revelam que o ruído em metrópoles advindos do tráfego é superior ao indicado para conservar a saúde auditiva ? que a longo prazo pode se manifestar em perdas auditivas, zumbidos e outros transtornos, outro ponto a se destacar é a poluição gerada pelos veículos ? extremamente nociva à saúde.
Os impactos ao meio ambiente, não menos importantes, devem ser considerados. Os recursos naturais utilizados em demasia para fabricação de novos veículos, a poluição gerada com a queima de combustíveis, dentre outros malefícios gerados pela excessiva individualização na locomoção deve ser um alerta à agressão ao meio ambiente.
O diagnóstico desses problemas revela o motivo dessa desarmonia na mobilidade urbana: o rápido crescimento urbano e a falta de planejamento de mobilidade, o crescimento de renda do brasileiro nos últimos anos aliado a incentivos fiscais para compras de automóveis e o consumismo desenfreado.
Uma real resolução desse problema deve ser esperada para longo prazo. No entanto, medidas paliativas a médio e curto prazo podem ser adotadas. Primeiramente, deve-se realizar medidas de conscientização sobre os malefícios da locomoção individualizada, as secretarias de tráfego de cada cidade em conjunto com o DETRAN podem ser incumbidos de realizarem essa conscientização a partir de cursos de reciclagem para motoristas de carros e motos ? a serem realizados no momento de renovação da CNH ou da primeira habilitação. Outra ação a ser realizada é a taxação de impostos, a serem repassados como fundo para essas ações, na aquisição de um segundo veículo automotivo por pessoa ? visando restringir o consumismo exacerbado de veículos/pessoa. Buscando um efeito a longo prazo, a conscientização de crianças e jovens sobre sustentabilidade ambiental, consumismo desenfreado e mobilidade urbana pode ser realizada em escolas, com linguagem e estratégias adequadas para cada faixa etária, por meio de ações didáticas executada por guardas de trânsito e planejadas pela Secretaria Nacional do Transporte e da Mobilidade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!