O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Qual o preço do desenvolvimento
Brás Cubas, o defunto-autor de Machado de Assis, diz em suas ?Memórias Póstumas? que não teve filhos e não transmitiu a nenhuma criatura o legado da nossa miséria. Talvez hoje ele percebesse acertada sua decisão: a destruição da natureza em benefício próprio é uma das faces mais perversas da sociedade, tendo em vista não só os prejuízos causados pelo desmatamento, como também às alterações climáticas como consequência dos desequilíbrios ecológicos.
No início da colonização portuguesa no Brasil, havia uma crescente onda de desmatamento com o intuito de levar o Pau-Brasil para a Metrópole. Essas medidas de exploração de recursos naturais repercutem -e muito- até hoje mas desta vez maior parte da área desmatada é para a criação de gado e construções. Segundo o site SOS Mata Atlântica, mais de 1800 hectares são desmatados por ano na Mata Atlântica. Gerando então, mortes e extinção de animais e no empobrecimento dos solos.
Somado a isso, as mudanças climáticas também são consequência do desenvolvimento desenfreado. São causadas pelo aumento na emissões de CO2 no ambiente pelo uso de combustíveis fósseis. Com isso, ocasiona no efeito estufa que aumenta a temperatura da Terra. ?As leis da física não são negociáveis? aponta a ONU sobre o aquecimento global, com isso, torna-se cada vez mais difícil a vida de futuras gerações.
Os desastres naturais, portanto, são agravados pela exploração de recursos naturais e do uso de combustíveis fósseis. Medidas são necessárias para resolver o problema. As ONGs poderiam atuar na defesa de matas e florestas através de programas de fiscalização e controle nas áreas desmatadas. é necessário também que o Governo invista no setor de pesquisas voltadas para a substituição dos combustíveis fósseis para os renováveis e menos poluentes para melhorar a situação do planeta, e criar um legado que Brás Cubas pudesse se orgulhar.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!