O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Em 2011 o documentário "Bully" chocou o mundo ao mostrar a dura realidade das crianças vítimas de bullying nas escolas americanas. Ao acompanhar cinco adolescentes no cotidiano escolar, o projeto evidenciou alguns dos principais empecilhos no combate ao bullying nos dias atuais: a falta de comunicação e atenção de responsáveis para com seus filhos, e a negligência das instituições de ensino e educadores com os problemas de seus alunos.
A família é o principal apoio e auxílio para uma criança. Entretanto, alguns jovens não recebem o suporte necessário de seus pais e responsáveis, que, por vezes, são desatentos com seus filhos. Desta forma. há uma escassez na comunicação familiar e a criança vítima de bullying não acha a quem denunciar seus problemas vividos. Há também pais que culpam seus filhos por sofrerem bullying, alegando que a criança deve "defender-se mais" ou "impor-se sobre os agressores", para que o problema acabe.
Por outro lado, a escola é, sem dúvidas , uma instituição de extrema importância no combate ao bullying. É dever da escola educar e preparar seus alunos para o convívio social. Ainda assim, a maior parte das ocorrências de bullying se dão nas escolas e, algumas destas, são displicentes com os casos. Quando as vítimas recorrem aos professores, ou diretores, não recebem o acolhimento e solução necessários para resolução de seus problemas, passando a desacreditar no funcionamento de repreensões à prática.
É, portanto, incontestável a importância das famílias e escolas no combate ao bullying. Ambas precisam dar mais atenção aos problemas de suas crianças e agir em conjunto. As instituições de ensino precisam realizar, periodicamente, reuniões e debates com pais e alunos. Os pais, por sua vez, têm que manter uma comunicação eficaz com seus filhos, para conhecer suas rotinas. Quando ocorrências forem evidenciadas, devem ser denunciadas ao poder público, para que este faça valer a lei de combate ao bullying e haja punição aos transgressores. A mídia também pode ajudar expondo casos, fazendo campanhas e mais documentários como o "Bully", para que o bullying jamais seja negligenciado, mas sim, erradicado.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!