O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Bullying: um vilão da sociedade brasileira
O fenômeno social bullying vem sendo estudado e discutido desde os anos 70 até os dias hodiernos. Entretanto, No Brasil, os estudos são recentes, motivo pelo qual a maioria dos brasileiros desconhecem o tema, sua gravidade e abrangência. Esse tipo de assédio afeta a autoestima e a saúde mental das vítimas, propiciando, por exemplo: isolamento social, baixo rendimento no aprendizado, formação de indivíduos violentos e em casos mais substanciais, o suicídio. Se nenhuma medida para reduzir e prevenir esse fenômeno for efetivada, os índices desses abusos físicos e morais só tenderão a aumentar.
Muitos desses casos de agressão são passados despercebidos e sem importância ? até mesmo pela família ? por alegarem ser coisa de criança e/ou adolescente, acontecimentos passageiros. Contudo, mesmo levando isso em consideração, não podemos fechar os olhos para as consequências que essas "brincadeiras" podem causar, pois como diria Pablo Neruda: nós somos livres para fazermos nossas escolhas, mas somos prisioneiros das consequências.
Diante do exposto, é indubitável destacar que na maioria das vezes os agressores são formados no próprio âmbito familiar e se desenvolvem em outras instituições ? escolas, grupos sociais, igreja ?. A formação desses indivíduos provocadores, de acordo com a psicóloga e psicoterapeuta Zildinha Sequeira, se da pela forma como eles são criados, com a falta de afeto e falta de limites ? inclusive na educação ?. A má criação somada com os ambientes violentos da sociedade em que esses seres são inseridos banalizam tudo, como se determinadas ações fossem algo normal e comum.
Outro fator que contribui para a subsequência dessa tirania é a falta de desvelo das escolas com o problema. Essas, por sua vez, preferem omitir a existência dos conflitos entre alunos, em vez de deixar claro que não aceitarão tais práticas, incitando professores e coordenadores à supervisão ampla e constante de qualquer forma de intimidação. O que está errado, pois a escola segundo o sociólogo Émile Durkheim é uma instituição fundamental para formação do indivíduo, ela intrínseca com a sociedade interagem e se completam. Sendo assim, a escola deveria exercer a formação moral dos alunos, torná-los cidadãos e socializá-los, e não isolar socialmente uns e transformar outros em seres com valores imorais.
Infere-se, portanto, que o fenômeno social do bullying é um mal para a sociedade brasileira e que medidas para reduzi-lo e preveni-lo devem ser efetivadas. Cabe primeiramente ocorrer mudanças no âmbito familiar, os pais devem ter mais tempo para ouvir seus filhos, dar afeto e impor limites, assim eles não precisarão estar cometendo determinados abusos para chamar atenção e vão entender que esses afrontos são errados desde cedo. Na instituição escolar, é pertinente que haja campanhas e projetos voltados a prevenção e erradicação do bullying, mostrando aos alunos e professores as diferente formas de bullying em seus mais diversos contextos, que vão além do espaço escola, expandindo-se inclusive para redes sociais, entre outros e como combatê-lo. Se mesmo com essas medidas, alguns jovens ainda se sintam intimidados, é válido a presença das autoridades ? delegados, juízes, etc. ? para que medidas contra os agressores ou seus pais ? se forem menor de idade- sejam tomadas, afinal, esses atos são ilícitos e desrespeitam princípios constitucionais -dignidade da pessoa humana-.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!