O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A ilusória inclusão social da minoria
Em 2015 foi aprovado a Lei Brasileira de Inclusão (Estatuto da pessoa com deficiência) que tem como finalidade à inclusão de pessoas que possuem algum tipo de deficiência. Todavia, na prática, podemos observar que essas leis não são aplicadas na atual sociedade brasileira.
Os obstáculos encontrados pelos deficientes nas cidades, tais como: os buracos nas calçadas, a falta de rampas e calçadas rebaixadas para os cadeirantes e a ausência de atendimento prioritário, são problemas que não deveriam existir em nosso país, visto que, de acordo com o Censo 2010 do IBGE 13 milhões de pessoas são deficientes motores. Portanto, a estrutura do nosso país não está adequada para a devida inclusão desses deficientes.
Além disso, existe a inclusão dessas pessoas ao mercado de trabalho que é defendida pela Lei 8.213, onde todas as empresas que possuem mais de 100 empregados devem destinar 5% de suas vagas para os deficientes. Entretanto, segundo o Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) apenas 39,5% das empresas obedecem essa lei.
Podemos concluir que, apesar de o Brasil possuir um estatuto que garante a igualdade e a inclusão dos deficientes físicos em nossa sociedade, essas leis permanecem apenas no papel, já que na realidade existem contrariedades. Portanto, deve-se haver uma adequação dos lugares, dos serviços e dos produtos oferecidos aos deficientes. Também faz-se necessária uma maior fiscalização para saber se as empresas estão obedecendo a Lei 8.213. Somente assim a minoria será incluída em nossa sociedade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!