O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

É de conhecimento geral a precariedade dos sistemas penitenciários brasileiros, com a superlotação das celas, o despreparo dos funcioários e a crescente violência entre os detentos. Porém, os efeitos destes descontentamentos ainda não são vistos com a seriedade necessária. Sem uma política de ressocialização, os presos tendem a reincidir na criminalidade. É como uma fábrica de criminosos.
São vários os fatores que contribuem para o aumento da violência nas prisões. No Brasil, são 660 mil presos para 334 mil vagas, resultando em uma situação desumana, onde os detentos não têm acesso a nenhum tipo de reeducação ou atendimento médico devidos, o que resulta em motins e revoltas, ocasionando o ferimento e a morte de muitos deles.
Entretanto, não são somente os presos as vítimas desse processo. Os agentes penitenciários, além de receberem um baixo salário, também sofrem com a falta de estrutura dos presídios e a falta de uma política apropriada ao contexto. Sem um preparo ético e humanitário para os acontecimentos diários, esses funcionários muitas vezes não lidam com a situação de uma forma progressiva, acentuando, assim, a crise prisional.
Assim, está evidente a necessidade de uma reforma no sistema carcerário brasileiro. Os modelos de repressão usados nos séculos passados não nos levam a um resultado favorável. É necessária a implantação de medidas ressocializadoras neste sistema pelo Ministério Público, onde tanto os funcionários, quanto os detentos recebem atendimento médico, educação e acompanhamento psicológico, proporcionando sua reinserção na sociedade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!