O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Os problemas a cerca do sistema prisional são existentes desde a época do Brasil colônia, quando a pena de prisão tinha como único objetivo impedir a fuga do acusado até que seu castigo físico fosse infligido. Devido a isso, muitos condenados eram devolvidos à sociedade e cometiam os mesmos crimes. Séculos se passaram desde então e, no entanto, esta atitude ainda é existente, pois o atual sistema é repleto de falhas e não promove a reabilitação dos presos.
Em relatório da Anistia Internacional, foi explícito condições degradantes dos presídios brasileiros, como superlotamento de celas e tortura de prisioneiros. Fica evidente, por conseguinte, a falta de infraestrutura adequada para abrigar os encarcerados, além do mau tratamento a eles, o que configura uma violação dos Direitos Humanos ? o qual assegura a dignidade do cidadão. Nessa perspectiva, tornam-se claros os defeitos presentes no sistema prisional do Brasil.
Ademais, os presídios não oferecem a oportunidade de reabilitação ao indivíduo, seja porque há problemas na estrutura do local ou por erros administrativos. Como por exemplo, pode-se encontrar culpados por furto nas mesmas celas de pessoas que cometeram homicídios e participam de facções criminosas. Por consequência disso, muitos saem de sua pena mais ligados ao crime do que quando entraram.
Tendo em vista esse cenário, a tomada de medidas para que se conserte esse sistema é extremamente necessária. Sendo assim, o governo deve melhorar a condição dos presídios, podendo assim construir mais compartimentos prisionais, além de fiscalizar se o tratamento oferecido aos reclusos está adequado e organiza-los dentro de suas celas conforme à gravidade da infração cometida. É importante ressaltar também que a família deve repassar para as crianças o respeitos às leis, pois só desse modo o número de penitenciários será diminuído. Pois, de acordo com Pitágoras, se educar as crianças, não será necessário castigar os homens.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!