O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Os transtornos mentais são assuntos para a arte, muitos escritores, como Fernando Pessoa, descrevem a loucura e o estado de profundo mal-estar que segundo a OMS, deve ser combatido uma vez que afeta a saúde física, mental e social de indivíduos. A valer, um diálogo entre sociedade e Estado sobre o debate das disfunções mentais é medida que se impõe.

A princípio, é necessário que a sociedade perceba essas doenças de uma outra forma que não banalizada. Mesmo atingindo cerca de 23 milhões de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde, elas são banalizadas por serem confundidas com as condições humanas, como a tristeza ou a melancolia romântica, no caso da Depressão. A banalização está, ainda, no sistema de saúde em que a medicalização descredibiliza o tratamento correto e funcional, em que as patologias mentais são aliviadas pelo diagnostico precário e fundamentadas na relação entre a medicina e as indústrias farmacêuticas. Sendo assim, é evidente que ao tornar-se um assunto trivial deixa milhões de pessoas acometidas pela anomalias que mais ocorrem na população mundial, de acordo com a ONU.

Outrossim, o psiquiatra Joel Rennó lembra, em sua coluna no Estadão, que o autodiagnóstico e informações incoerentes, exploradas pela mídia, são prejudiciais. Esse problema assume contornos específicos, uma vez que pode "adoecer" pessoas que tendem ao autodiagnostico, mesmo sem estarem na condição de doente e causar transtornos diversos, sejam eles sociais ou de cunho físico e até mental. Nesse sentido, Rennó, ressalta que deve existir um filtro na busca de informações sobre a saúde mental e a procura por profissionais sérios e experientes.

É premente, portanto, que indivíduos e instituições públicas cooperem para a abertura ao conhecimento da saúde psicológica. Cabe aos cidadãos repudiar a trivialização das doenças mentais, por meio de debates contantes nas mídias sociais capazes de desconstruir a prevalência de estigmas associados ao tema. Aos profissionais da saúde, sobretudo à Associação Brasileira de Psiquiatria, por sua vez, compete a reformulação do ensino da psiquiatria no Brasil, com o intuito de melhorar a capacitação para os diagnósticos e a pesquisa continua sobre a relação da sociedade com transtornos mentais, promovendo diálogos frequentes entre profissionais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!