O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre



Entre muros e pontes

Uma parte significativa das escolas brasileiras não recebem devido suporte para receber e educar pessoas com deficiência. Para a mudança desse quadro de forma que a equidade seja uma forte característica social é preciso mudança de concepção e transformação de caráter político. Nesse sentido a colaboração do Estado e dos cidadãos caracteriza-se um potencializador para extinção dessa disparidade
Para obter uma escola mais inclusiva no atual cenário do Brasil, serão necessárias modificações políticas para que as oportunidades aconteçam para todos. De acordo com a Revista Veja,dados publicados recentemente mostram que 70% das escolas públicas não atende com a acessibilidade necessária aos portadores de algum tipo de deficiência, e cerca de 80% deles já sofreu alguma forma de não aceitação no ambiente estudantil.Dessa forma, encontra-se um impasse que impossibilita perspectiva de melhora nessa meta social.
O comprometimento do cidadão em torno da causa da inclusão dos deficientes é de extrema importância para obter uma melhora significativa na extinção desse impasse.Segundo o Secretário da Educação de Juiz de Fora MG, Marcos Madeiros o elevado numero de escolas mal preparadas para alcançar o desenvolvimento, habilidades e necessidades na aprendizagem dos deficientes está relacionado ao déficit do governo com as Instituições estudantis.Nesse contexto, conhecer as causas e as consequências da dificuldade em obter um país em escolas mais acessíveis e lutar por uma melhora nesse campo, são atitudes que devem ser incorporadas pela sociedade e Estado.
Parafraseando o escritor Eduardo Galeano, o primeiro passo para mudar uma realidade consiste em conhece-lá. Seguindo esse pressuposto, é preciso sensibilização em torno da causa da inclusão e preparo dos deficientes, assim, garantir igualdade e todas as suas formas e dimensões. Logo faz-se necessário que o Estado através de políticas públicas de acessibilidade e ao combate ao preconceito e descriminação, em conjunto com a comunidade escolar obter salas equipadas e com especialistas estruturados a ensinar segundo as características e necessidade dos necessitados na aprendizagem cotidiana. Não menos importante é o papel da família e da mídia, a primeira auxiliando na formação de cidadãos éticos e críticos ensinando-os o principio do respeito e inclusão ao próximo, já a segunda com seu papel de persuasão todos os públicos com ideais de equidade,respeito e qualidade no ensino escolar brasileiro. Assim, será possível destruir o muro do preconceito e as pontes da inclusão.

Tema: como garantir que as escolas inclusivas sejam uma realidade no Brasil?
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!