O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A CRISE DO SISTEMA CARCERÁRIO BRASILEIRO

O atual sistema prisional brasileiro é uma das mais sérias dívidas sociais que o Estado e a sociedade, como um todo, tem. Há muito deixou de ser um instrumento eficaz de recuperação, se é que um dia foi. Uma situação alarmante e de impacto profundo e eminente no cotidiano do nosso país, além de refletir a realidade social injusta do Brasil, ao constatar que o sistema prisional é uma realidade mais viva e próxima da parte da população carente do país.
Uma Pesquisa do Centro Internacional de Estudos Penitenciários do King?s College da Inglaterra classifica o Brasil como detentor da quarta maior população carcerária do mundo. Segundo dados do Departamento Penitenciário Nacional, a população carcerária aumentou de 361 mil para 473 mil detentos. Desse número, boa parte são réus provisórios, aguardando decisão judicial, o que deixa cadeias e penitenciárias superlotadas. Decorrente dessa superlotação, a maioria dos presos encontra-se em condições precárias e desesperançosos de serem submetida ao devido, e justo, processo legal ao qual todo cidadão tem o direto constitucional.
Pode-se citar, também como um problema, a falta de apoio e suporte adequado do Governo e a pouca informação e compreensão da sociedade em acolher o indivíduo liberto e ressocializá-lo, empurrando-o novamente para uma vida de incertezas e criminalidade. Como exemplo, os livros "Carcereiros", de Drauzio Varella, que relata a experiência do mesmo em um presídio brasileiro e conta a realidade lá encontrada, e "Encarcerados", de Alexander Gordon Smith, que por sua vez, relata a história de um garoto envolvido no mundo do crime, que em dado momento é preso, e mostra a precariedade da prisão em que se encontra.
Para que se possa solucionar essa precariedade, é necessário que o governo realize mudanças no sistema carcerário, invista em boas estruturas para os presídios e aumente o número dos mesmos, antecipe julgamentos que estão em atraso, melhore as condições de vida para os presidiários, e principalmente, incentive uma boa educação, pois se apenas cadeia resolvesse, o Brasil seria exemplar, já que é o segundo país que mais prendeu em 15 anos, e apesar disso, continua sendo recordista mundial de homicídios.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!