O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Racismo: O mal da sociedade.
O preconceito ainda é um sério problema em pleno século XXI, o racismo é um tipo de preconceito que tem como conceito de que uma pessoa é superior a outra se baseando em fatores raciais. Ainda que, desde a Idade Média aos tempos atuais o preconceito racial tenha diminuído com as criações de políticas públicas e outros feitos, ele não foi extinto por completo e ainda causa sérios problemas a quem é vítima desse mal.
Dessa maneira, o racismo ainda é muito presente na vida da população brasileira e ainda há uma certa lacuna entre os brancos e os negros, como podemos perceber nas camadas sociais onde os brancos predominam nas camadas mais altas, infelizmente não é apenas nas classes sociais que há essa discriminação, nos padrões de beleza estabelecidos pela sociedade é comum que os brancos estejam sempre nos primeiros lugares trazendo à tona a ideia de que a população branca é superior a população negra. Ao longo dos anos, foram criadas políticas públicas para extinguir essa pratica que afeta imensuravelmente os cidadãos a qual são vítimas desse tipo de preconceito, tal como a Lei Áurea que foi assinada pela Princesa Isabel com objetivo de acabar com a abolição da escravatura, tornando-se assim os escravos (predominante a raça negra) livres porem, mesmo depois com esse documento não houve grande diferencia na vida dessa população, muitos ainda continuaram escravos e sendo tratados como inferiores.
Com o avanço da tecnologia, foram criados outros modos de praticar o racismo, como por exemplo pelas redes sociais, que criadas na intenção de abranger os meios de comunicação acabam como portal para as pessoas discriminarem outras. Na maior parte dos casos, pessoas criam falsos perfis, para que não sejam descobertos, e utiliza-os para espalhar mensagens negativas. Em 2014, o jogador de futebol, Daniel Alves, foi um dos vários alvos do racismo, onde várias mensagens negativas sobre o jogador foram publicadas.
Em virtude dos fatos mencionados conclui-se que, não há um jeito especifico de acabar com o racismo, mas desde jovens devemos apender a respeitar cada indivíduo do jeito que são, independentemente do tom de pele, raça, sexo. E esses ensinamentos começam nas casas, escolas entre vários outros lugares onde apreendemos os básicos princípios.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!