O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

tema: maus tratos a animais


Na obra "A Revolução dos bichos", do escritor inglês George Orwell, os animais da Granja do solar são forçados a trabalhar intensamente para a garantia do lucro de seu dono, o fazendeiro Jones. No entanto, para que a lucratividade seja garantida e a produtividade aumentada, os animais sofrem constantemente com a exploração e consequentes maus tratos, o que lhes causa angústia e busca por justiça. Transposta à realidade, a história se assemelha aos maus tratos sofridos diariamente pelos animais, desencadeados seja por processos capitalistas, ou por questões individualistas humanas.


A priori, é imperioso destacar que, na Primeira Guerra Mundial, os cavalos eram utilizados como via de garantia para a soberania de uns sobre os outros, isto é, através de sua força, esses animais eram obrigados a puxar canhões, sendo importantes nas vitórias de uma nação sobre a outra. Segundo o sociólogo Karl Marx: "O capitalismo prioriza os lucros em detrimentos de valores", ou seja, para que o lucro seja alcançável, tudo é válido, até mesmo a constante exploração dos animais como na história de George Orwell. Sendo assim, o produto dessa visão capitalista é uma indústria de seres humanos cada vez mais interessados no fortalecimento das relações capitalistas e de soberania, sem se importar com as questões pelas quais o capitalismo atropela para se manter forte, a saber, a dignidade animal.


Mormente é imperativo pontuar que, as obrigações impiedosas sob as quais muitos animais são submetidos pelos seres humanos, se caracterizam por questões relacionadas à própria individualidade humana, ou seja, à própria essência do ser. Fazendo uso da sociologia baumaniana, o indivíduo vive hoje em um mundo volátil, o que caracterizou a obra "Modernidade Líquida". Essa nova modernidade tem como principal perfil o individualismo humano e, por conseguinte, a dificuldade do humano em compreender a importância de respeitar os animais como seres vivos, visto que há um esfalecimento nas relações afetivas. Com isso, o que se vê é a tentativa humana de imposição de superioridade para com os demais seres vivos, obrigando-os a satisfazerem suas vontades e realizar obrigações da própria raça humana, como o trabalho. O resultado disso é a superexploração animal, causando um sofrimento a uma espécie que tão pouco o causou.


Depreende-se, portanto, a necessidade de se combater a prática abusiva de exploração e maus tratos a animais, tão prejudiciais à integridade dos mesmos. Sob tal ótica, é preciso que o Poder Legislativo, em sinergia com o Ministério da Justiça, elabore leis com o fito de minimizar a ocorrência de crimes contra animais, uma vez que a atual legislação brasileira torna-se falha neste quesito. É imprescindível, também, que a Polícia Ambiental em parceria com ONG’s de defesa aos animais, atue em conjunto com o intuito de fiscalizar eventuais ocorrências de maus tratos, a fim de minimizar e extinguir a frequência com que os mesmos ocorrem, proporcionando por fim, melhores condições de vida aos animais. Desse modo, a realidade distanciar-se-á da história de George Orwell e a espécie não mais será explorada.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!