O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Ouro líquido


Conforme a Geografia, o Brasil detém uma das maiores fontes de
água doce no mundo – situada na Bacia do rio Amazonas e representante
de um índice positivo de 20% da totalidade global –. Entretanto, segundo a
Agência Nacional de Águas (ANA), a partir do ano de 2014, a crise hídrica
no país recrudesceu. Por conseguinte, as regiões mais afetadas pela seca –
Nordeste e Sudeste – sofrem com a escassez de água, em decorrência da
má gestão desse recurso.
Porquanto, é consenso que as ações antrópicas influenciaram
negativamente no ciclo biogeoquímico da hidrosfera, tanto que várias áreas
nordestinas são afetadas pela abstinência de água. Além disso, o mau
aproveitamento do solvente universal por parte dos cidadãos aliado à
distribuição desigual no território, propicia esse desequilíbrio. Pois, o
desperdício dos habitantes influi na diminuição nos níveis de
abastecimentos – devido à impossibilidade de precipitação – dos tanques,
os quais alimentam os dutos de distribuição urbana.
Em contrapartida, é errôneo que a autoria pela instabilidade
supracitada seja atribuída apenas à população. Visto que, a ANA alerta que
a cada cem litros consumidos, 72 são direcionados à irrigação agrícola.
Outrossim, esse setor conjuntamente com empresas que poluem as
nascentes retarda a capacidade de renovação desse liquido vital. Ademais,
o desmatamento desenfreado na região da Floresta Amazônica impede que
os fenômenos climáticos transportem umidade pela América do Sul. Desse
modo, locais com alta densidade demográfica em detrimento à
concentração da substância "H2O" tendem a carecer dela.
Nesse sentido, como o intuito de mitigar essa problemática e
minimizar os impactos à natureza, é fundamental a reorganização da gestão
hídrica. Dessa maneira, cabe ao estado brasileiro sancionar leis, as quais
permitam que o agronegócio utilize apenas 20% de reservas naturais da
nação, o restante deve ser proveniente da coleta de água da chuva. Assim
como, conferir multas às fábricas que despejarem água sem o tratamento
físico-químico adequado, de modo que impeça a acumulação de poluentes
no leito dos rios, a fim de permitir que eles tenham vida útil em prol dos
beneficiários. Por consequência, essas alterações acarretam não só na
estabilidade dos reservatórios, como também no estímulo da consciência
ambiental e sustentável.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!