O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Nomofobia: indício da debilidade humana


A Belle Époque, do Século XIX, entre muitos outros fatores, viabilizou o surgimento do aparelho celular, o qual favoreceu o sentimento de euforia em meio ao desenvolvimento tecnológico da época. Nesse contexto, a ascensão das novas tecnologias contribuiu para o avanço da humanidade, principalmente, no que diz respeito à saúde do homem. Todavia, a mesma ferramenta, vem demonstrando-se um risco à população, tendo em vista o fenômeno da nomofobia, fobia originada pela falta do uso do celular.


No cenário do Século XXI, tem-se como marca, a globalização do uso de ferramentas inovadoras. Um dos campos que mais foi amparado com este fato foi o da medicina, o qual observou a criação de dispositivos de armazenamento de informações e otimização do tempo, máquinas de fazer exames, aplicativos digitais possibilitando precisão nas cirurgias, dentre inúmeras inovações. Entretanto, a modernização não é somente benéfica ao ser humano, posto que de acordo com estudos atuais, o uso indiscriminado pode acarretar em sedentarismo, obesidade, problemas de coluna e visão, entre outros.


Nesse caso, vem à tona a popularização do celular, que segundo a União Internacional de Telecomunicações (UIT) já chega ao marco de 7 bilhões em uso no mundo e repentinamente conquistou um considerável espaço na vida dos cidadãos, ao ponto de poder provocar a nomofobia. A fobia em questão, é um estudo novo, mas que já apresenta dados preocupantes. Afinal, de acordo com pesquisadora Anna Lúcia King, da UFRJ, 34% dos entrevistados em uma investigação afirmaram ter alto grau de ansiedade sem o telefone por perto.


À vista disso, é notória a necessidade de ações, uma vez que já reconhecia o escritor Karl Kraus: "O desenvolvimento técnico só vai deixar um único problema por resolver: a debilidade da natureza humana.". Sendo assim, cabe ao Ministério da Saúde criar centros de reabilitação para vítimas da nomofobia, espelhando-se em países como China, Japão e Coreia do Sul. Outrossim, é possível ir além, e oferecer tratamento preventivo, promovendo a conscientização do uso do celular por meio de palestras, discussões e atividades para a população em geral. Dessa forma, tornar-se-á possível usufruir da evolução sem perigos à saúde pública.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!