O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Culto a aparência: a busca infinita pelo impossível


Sabe-se que os padrões de beleza estão enraizados na cultura da sociedade desde o início da civilização, e cada vez mais, representam risco à saúde da humanidade. Nesse contexto, registros históricos permitem compreender a influência social na modificação de padrões. Ademais, os avanços tecnológicos contribuem na disseminação de ideais corporais no mundo contemporâneo.


No século XX, estudos permitiram identificar à Vênus de Willendorf como a estátua de uma mulher mais antiga no mundo. A partir disso, os analistas concluíram que a mesma representa a idealização feminina de aproximadamente 20.000 anos atrás, uma vez que a obra destaca a fertilidade feminina e o volume extremo dos seios, barriga e vulva. Em contrapartida, o padrão feminino idealizado no século XXI opõe-se ao Antigo - mulheres altas, magras, loiras e de olho azul - demonstrando a transição de paradigmas entre os séculos. Isto posto, revela-se que como afirma Euripedes, poeta grego, o "belo é o que é sempre desejável", por isso, está em constante mudança, variando com as dinâmicas sociais.


Mormente, na atualidade, com a ascensão da Era Tecnológica e do capitalismo, os ideias de beleza, são facilmente utilizados para atingir a população, através de propagandas, anúncios ou pensamentos. Isso, por sua vez, tem ocasionado o aumento nos surtos de bulimia e anorexia


A vista disso, cabe às ONG’s (Organizações não-governamentais) darem visibilidade aos movimentos que colocam fim ao "corpo ideal". Utilizando dos meios midiáticos para reduzir o uso de imagens editadas, e que fazem culto à aparência, espelhando-se na França, país no qual, a atitude já é uma exigência.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!