O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

O importante não é viver, mas sim viver bem. Segundo Platão, a qualidade de vida tem tamanha importância de modo que ultrapassa a da própria existência. Entretanto, no Brasil, essa não é a realidade para muitas mulheres e em minoria homens, que sofrem diariamente assédio sexual, principalmente no trabalho ou outros lugares que, diante dessa situação, apenas vivem, não necessariamente bem. Desse modo, ao invés de tentar aproximar a realidade descrita por Platão da vivenciada por estes indivíduos, o Estado e a sociedade contribuem com o problema.


Embora a Constituição Federal de 1988 garanta o dever de promover o bem a todos, sem ferir a liberdade, integridade física e psicológicas dos cidadãos, parece que isso não acontece, pois diariamente são noticiados casos de assédios sexuais na mídia. Como exemplo, pode-se citar o médium João de deus em Abadiânia Goiás, que foi acusado de assediar vários pacientes durante os trabalhos espirituais. No entanto, o Estado ainda não afirmou um acordo eficiente diante dessas denúncias, e dessa forma contradiz o Filosófo grego Aristóteles, que o Estado deve ser utilizado de modo que, o equilíbrio seja alcançado na sociedade.


Vale ressaltar que apesar do aumento da participação feminina no espaço público, em busca de garantir igualdade de tratamento. Entretendo, ainda têm reflexos no âmbito do trabalho, sendo as diferenças de papéis que persistem na sociedade patriarcal e que decorrem de componentes de ordem histórico-cultural: a nítida hierarquização entre o homem e a mulher. Além disso, na sociedade, a dificuldade de denunciar é um fato também difícil de comprovar. É a palavra de um contra a de outro, sendo muita das vezes, o de maior poder executivo saindo impune diante da situação.


Portanto, medidas são necessárias para garantir o bem a todos no nosso País. Primeiramente, torna-se necessário que o Estado cumpra sua função social, que é garantir a liberdade, integridade física e psicológica para população, principalmente porque essa lei é defendida na Constituição. Por conseguinte, seria interessante que o poder Legislativo possa aprovar uma emenda Constitucional afim de garantir a eficiência de casos de assédios sexuais, já que na lei não tem essa especificação. Ademais, a mídia o quarto poder, podem trabalhar a temática em novelas, programas de TV e campanhas publicitárias, preferencialmente em horários de maior audiência, afim de garantir a igualdade e respeito de tratamento entre homens e mulheres. Só assim, as pessoas no Brasil não apenas viverão, mais viverão bem.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!