O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

TEMA: DIVULGAÇÃO PÚBLICA DA IMAGEM DE CRIANÇAS QUE PRECISAM DE ADOÇÃO: EXPOSIÇÃO DESNECESSÁRIA OU MEDIDA VÁLIDA?


Na mitologia grega, Atlas foi condenado por Zeus a carregar o céu , eternamente, em seus ombros. Hodiernamente, esse mito assemelha-se à luta das crianças que estão para a adoção e possuem suas identidades expostas como forma de acelerar o processo adotivo. Sob essa ótica, faz-se necessário analisar as incógnitas dessa realidade.


A priori, é indubitável que a divulgação de crianças em situação de adoção é uma medida desnecessária. Por certo, essa hostil prática gera não apenas desconforto ao indivíduo, como também traça um padrão adotivo, o que faz com que os interessados escolham as crianças de acordo com suas características físicas. Além disso, essa situação se torna segregacionista, bem como excludente.


A posteriori, é imperativo pontuar que a divulgação pública da imagem de crianças que necessitam de adoção não é válida. Nesse sentido, pode-se afirmar que essa atitude expõe de maneira invasiva a criança sem preservar sua privacidade. Sendo assim, é notório que essa divulgação fere a ética social, ao invés de fazer desse momento agrádavel para todos os envolvidos.


Destarte, medidas são necessárias para atenuar tal hiato. Para tanto, cabe ao Estado - responsável pela ordem e proteção pública - supervisionar os centros de acolhimento institucionais, bem como suas mídias, por meio de investigações sobre a divulgação de crianças em estado de adoção, com o fito de previnir tal ato. Quiçá assim, será possível minimizar a segregação já existente na adoção.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!