O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Com o encerramento da ditadura militar no Brasil, foi promulgada a constituição Federal de 1988 que restabeleceu a democracia no país, devolvendo o direito à liberdade de expressão ao povo brasileiro. Com isso, hoje a sociedade não sofre repressão do governo por seus ideais de pensamento, porém a própria sociedade se tornou intolerante e desrespeitosa fazendo mau uso dessa liberdade e tornando-se presa ao cárcere intelectual.


Primeiramente, é válido destacar que o ser humano é livre para expor os seus pontos de vista desde que não seja agressivo e não desrespeite a dignidade de alguém. Entretanto, é muito comum nas redes sociais, por exemplo, as pessoas expressarem suas ideias ofendendo as outras pessoas que possuem visões diferentes das suas. Então, quando as ideias ofendem e desrespeitam as pessoas tornam-se ideias fúteis, pois não contribuem para o bem comum e a construção da vida social, portanto a liberdade é mal utilizada.


Além disso, é importante analisar que as pessoas vivem em um cárcere intelectual, ou seja, elas fecham as suas mentes para novas ideias e isso impede o desenvolvimento da sociedade. Desse modo, em um diálogo não há compartilhamento de ideias, mas discussões que refletem características humanas primitivas, pois de acordo com o estudo publicado na revista "cognition", o cérebro é condicionado desde a pré-história a enxergar pessoas que tem visões divergentes das nossas como membros de grupos rivais. Por isso, há resistência à ideias novas e rivalidade em vez do compartilhamento de informações que podem contribuir para o bem comum.


Portanto, para que a sociedade utilize bem a sua liberdade de expressão e liberte-se do cárcere intelectual é necessário que as escolas promovam ações educativas, como palestras e brincadeiras dinâmicas que ensinem aos alunos a importância de ouvir as ideias do outro, respeitar as concepções diferentes, desenvolver tolerância e empatia e ensinar como expressar suas ideias de maneira equilibrada, sem ofender o próximo. Desse modo, as escolas formarão cidadãos mais tolerantes, respeitosos e abertos para ouvir ideias diferentes contribuindo para o convívio harmonioso em sociedade que buscam juntos o melhor para todos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!