O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Em meados do século passado, o escritor austríaco Stefan Zweig mudou-se para o Brasil devido a perseguição nazista na Euroupa.Bem recebido e impressionado com o potencial da nova casa, Zweig escreveu um livro cujo título é até hoje repetido: "Brasil, país do futuro".Entretanto, quando se observa a deficiência das medidas na luta contra as péssimas condições de vida dos detentos no ambiente carcerário no Brasil, percebe-se que a profecia não saiu do papel.Nesse sentido, é preciso entender as suas verdadeiras causas para solucionar esse problema.



É indubitável que a questão Constitucional e a sua aplicação estejam entre as causas do problema.Para o sociólogo francês Émile Durkheim, o indivíduo só poderá agir na medida em que aprender a conhecer o contexto em que está inserido, a saber quais são as suas origens e as condições de que depende.De maneira análoga, observa-se que, no Brasil a má infraestrutura das prisões faz com que os detentos enfrentem uma luta de sobrevivência diária, haja vista que, a superlotação das celas e até mesmo a falta de água potável provam a falta de subsídio a integridade humana.



Outro problema vigente é a negligência as necessidades básicas do público feminino.A jornalista Nana Queiroz autora do livro " Presos que Menstruam", retratou as condições das presas que possuem tratamento idêntico de gênero, sendo assim excluídas de cuidados íntimos, vide a falta de absorventes. Esses aspectos demonstram a falta de políticas públicas e de acompanhamentos ginecológicos, ressaltando a falta de zelo para com as gestantes que não possuem tratamento adequado.



Destarte,é imprescindível que o Estado crie através de verbas governamentais políticas públicas abrangentes para a melhoria da qualidade de vida desses indivíduos, bem como extensões de cadeias para evitar a lotação e a disponibilidade de caminhões pipas para solucionar a falta de água.Além disso, atividades pedagógicas e esportivas intermediadas por ONGs darão maior suporte para sua reinserção social. O acesso a saúde pública é um direito irrefutável, sendo assim disponibilizados e fiscalizados equipes médicas e acompanhamentos ginecológicos para todos os gêneros, principalmente em relação a saúde da mulher. Com essas medidas, talvez a profecia de Zweig torne-se realidade no presente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!