O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

tema: patriotismo e civismo



O intensivo amor pela pátria não é recente no Brasil: ainda em 1956, Juscelino Kubitscheck lançou sua candidatura como "cinquenta anos em cinco" que tinha como base o desenvolvimento industrial. Diante disso, a partir do século XX, a relevância para atingir certos objetivos sem considerar as consequências. Paralelamente, os adventos do patriotismo e civismo, muitas vezes, não são usados para o bem coletivo, mas para interesses individuais, mediante a inobservância estatal prejudicam a construção de uma nação utópica igualitária e harmônica.


Em primeiro lugar, tendo em vista a moral deturpada, essa pode ser usada para moldar interesses pessoais na nação verde-amarela, com intuito de alcançar desígnios econômicos. Em suma, a inércia e a falta de inoperância na criação de dispositivos vigentes a fim de nortear os atores sociais, contaminando o espaço de utopia previsto pelo teórico político Jean-Jacques Rousseau, o qual caracteriza a desigualdade como primeira fonte de todos os males sociais e origem primordial dos problemas da sociedade. Nesse víeis, o patriotismo torna-se nociva ao equilíbrio da coletividade.


Nesse enfoque, cabe abordar a dificuldade de deixar a maior característica humana de lado: o individualismo. Segundo o sociólogo Nobert Elias, a sociedade é uma teia composta por indivíduos independentes onde pensaria em si como um todo, no que tange à Constituição Federal. Nessa face, rompe-se com tal corrente humanista ao verificar-se que, hodiernamente, o governo transforma o corpo social em um instrumento de lucro. Isso ocorre devido à falta de mecanismos ideais em conjuntura com a insuficiência de fiscalização das leis inviabilizam a evolução brasileira, evidenciando um câncer no tecido social a ser solucionado.


Portanto, faz-se mister, que o patriotismo e civismo é nocente ao direito dele à Constituição. Assim, cabe ao Conselho de Gestor de Políticas Públicas -órgão de maior envolvimento da sociedade civil- mediante ao investimento das verbas governamentais, aprimorar o incentivo à campanhas de desenvolvimento do espaço brasileiro com parcerias público-privadas rumo à ampla proteção da população. Ademais, o Poder Judiciário inserir maior fiscalização da Carta Magna, a qual permitirá maior suporte de problemas sociais e sobre lidar com eles, com o fito de criar a utópica nação igualitária e harmônica e, por conseguinte, erradicando o câncer nacional.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!