O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

"A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana." A máxima de Franz Kafka descreve adequadamente os doadores de órgãos. No entanto, ver-se no cenário hodierno que a sociedade vive impasses a respeito da doação de órgãos no Brasil. Diante dessa perspectiva, convém analisar como a desinformação da sociedade e a escassez de políticas públicas favorecem tal problemática.


A priori, observa-se como fator impulsionador do problema, a falta de informação da sociedade em relação a doação de órgãos. Grande parte da população não detém dos verdadeiros conhecimentos, seja de como ocorre o procedimento, seja de o quão basilar é tal atitude. Nota-se ainda, que este desafio provém da ausência de orientações por parte do estado e governo. Urge que medidas devem ser tomadas a fim de atenuar a insciência dos indivíduos.


Por conseguinte, é indubitável que a insuficiência de políticas públicas esteja entre as causas desta demanda. De acordo com a Constituição Federal de 1988, no seu artigo 196, a saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Entretanto, é possível perceber a negligência dos governantes perante a isto, onde ações deveriam ser elaboradas para o incentivo e conscientização de todos.


Portanto, para que a doação de órgãos seja algo mais comum e familiarizado no país, é necessário que o Governo Federal, com ações do Ministério da Saúde, informe a população, por meio de campanhas em redes sociais e propagandas públicitarias, sobre todo o funcionamento das doações. Além disso, os institutos educacionais devem, por intermédio de palestras e oficinas, promover a reflexão acerca da importância desta ação, visando a divulgação de conhecimento à todos. Dessa forma, o Brasil conseguirá atingir a máxima de Franz Kafka.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!