O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Canards eram jornais franceses do século XVIII cujo objetivo era derrubar autoridades políticas ou padres, os quais divergiam dos interesses da imprensa, utilizando-se exclusivamente de boatos que, mascarados como notícia, tinham grande poder de influência sobre a população. Entende-se, portanto, que Fake News é um nome novo para um problema antigo, o qual hodiernamente estimula a Pós-Verdade e influencia diversos campos no Brasil.


Pós-Verdade não é necessariamente uma mentira, mas uma soma de meias-verdades com o individualismo da sociedade contemporânea. Conforme Stephen Kanitz, a pós-verdade, chamada por ele de viés de confirmação, é quando uma notícia falsa confima uma opinião pré-existente, corroborando para o que ele chama de Era da Desinformação. Ou seja, a maior parte das pessoas estão selecionando ''verdades'' não por serem de fato verdade, mas sim para confirmarem opiniões, pensamentos ou interesses individuais.


Além disso, as notícias falsas aliadas à internet têm grande poder de influência sobre vários âmbitos da sociedade, como por exemplo na política. Leandro Karnal, em entrevista ao programa Ponto a Ponto, afirma que a internet capilarizou o acesso à informação e por esse motivo caracterizou a internet como vantajosa e desvantajosa. Isso significa que o mesmo número de pessoas que têm acesso a uma informação factual, também acessam uma informação não factual. Exemplo disso foi o caso que envolveu a vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros. Enquanto a justiça não provava o contrário, circulavam notícias de que Marielle estava envolvida com traficantes e, por isso, sua eleição foi beneficiada por membros do Comando Vermelho, facção crimosa bastante famosa no Brasil.


Visto que os efeitos das fake news têm níveis alarmantes, se faz necessário, portanto, que o indivíduo exerça a Vigilância Epistêmica, termo criado por Kanitz, o qual determina que o leitor exerça uma observação cética e fria a respeito da veracidade das informações, analisando a fonte e as intenções de quem as publica, a fim de que o indivíduo aprimore o senso crítico e se liberte de falsas premissas e possíveis manipulações. Além do mais, o poder Legislativo brasileiro aliado à Polícia Federal devem ratificar leis ou projeto de leis que autorizem a investigação de possíveis Fake News e seus publicadores, atribuindo, a esses, punições e multas, contribuindo para um Brasil cada vez mais longe da desinformação e cada vez mais perto da informação.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!