O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre




TEMA: O SUICÍDIO ENTRE OS JOVENS BRASILEIROS: COMO ENFRENTAR ESSE PROBLEMA?







De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em vigor desde 1990, cabe àsociedade como um todo a proteção aos direitos do público infanto-juvenil. Contudo, nos últimos anos, observou-se um aumento considerável nos índices de suicídio entre os jovens brasileiros. Tal situação encontra-se relacionada a alguns fatores, em especial ao despreparo emocional dos jovens para lidar com frustações e à intensificação dos casos de depressão no Brasil.


Para a neurociência, a juventude é um período marcado pelo processo de formação dapersonalidade humana. Assim, nessa fase da vida, o jovem encontra-se destituído de parte do arsenal mental básico que facilita a interação diante de situações frustrantes, como a rejeição social e a sensação de fracasso. É um período em que o ser-humano necessita de referências e de uma relação próxima com a família e a escola. Fatores como "bullying" e a descoberta da homossexualidade, entre outros, produzem sentimentos controversos que, se não superados, podem gerar problemas como a depressão e o aumento da probabilida de desuicídio.


Como agravante desse cenário, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a depressão é a principal causa do suicídio, provocando-o em 15% dos casos. Se considerarmos que ela atinge cerca de 9 milhões de jovens no Brasil (OMS, 2017), perceberemos o alcance do problema. Ademais, o estigma social que acompanha as doenças da mente, somado ao distanciamento entre o juvenil e seu ponto de apoio, pioram ainda mais a situação, ao dificultar a procura por ajuda especializada. Consequentemente, tal fato gera o aumento do índice de suicídio entre essa parcela da população.


Portanto, a gravidade dessa conjuntura exige a implantação de ações contundentes. Assim, o Ministério da Saúde, em parceria com os municípios, deverá implantar o Sistema Nacional de Combate ao Suicídio Infanto-juvenil, que consistirá na criação de um grupo de profissionais (psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais e médicos da família) que atuará no âmbito do Programa da Saúde da Família, por meio de visitas domiciliares e atendimento nos postos de saúde. Esse agrupamento terá a função de alertar as famílias acerca dos sintomas e das graves consequências geradas pela depressão na juventude, como o suicídio, além de identificar possíveis casos e proporcionar o tratamento adequado, com o objeto de expandir a quantidade de diagnósticos e reduzir, no médio prazo, o índice geral de suicídio juvenil. Destarte, o país poderá enfrentar essa problemática, fortalecendo a qualidade de vida da juventude brasileira.















Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!