O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Nos dias atuais, a busca pela felicidade se atrela ao consumismo, pois na maioria das vezes o indivíduo só se sente realizado quando pode comprar tudo aquilo que almeja. Com isso, o indivíduo se submete ao trabalho excessivo, com o objetivo de alcançar a felicidade. Portanto, com base nessa relação paradoxal entre a busca pela felicidade e o trabalho excessivo, é perceptível que há a presença de consequências indubitáveis como problemas relacionados à saúde e insatisfação com o trabalho.


Inicialmente, é importante ressaltar o que é estar feliz, segundo Aristóteles, para ser feliz é necessário estar bem consigo mesmo. Entretanto, não é o que se vê com a maioria dos indivíduos na sociedade atual, isso acontece porque eles trabalham muito, valorizam muito o dinheiro- que acarreta o consumismo-, e esquecem de cuidar da saúde e tem por fim, o adoencendo. Segundo o site G1, em uma pesquisa realizada com trabalhadores de uma empresa terceirizada, mais de 75% apresentava algum adoecimento relacionado ao trabalho sendo eles físicos ou psicológicos.


Além disso, outro grande impasse é o trabalho excessivo, que de acordo com Karl Marx é um fator de grande impacto e contribuição para o fator de alienação e exploração do trabalhador, principalmente quando se trata de uma sociedade capitalista. A partir disso, percebe-se que todos esses fatores em conjunto, podem criar diversas patologias e a insatisfação com o trabalho.


Após às situações apresentadas, conclui-se que para resolução dos paradoxos entre a busca da felicidade e o excesso de trabalho, são necessárias medidas conscientizadoras por parte do Ministério do Trabalho com a implementação de psicólogos nas empresas e propagandas de TV a fim de propagar a importância do lazer e as consequências do trabalho excessivo na vida dos trabalhadores, de modo que eles trabalhem de forma consciente e encontrem a felicidade de forma saudável.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!