O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

O primeiro ato de discriminação linguística no Brasil foi cometido por colonizadores portugueses em 1530. Onde não havia nenhuma compreensão dos valores socioculturais indígenas transmitidos pelos falantes da época. Este fato encontra-se explícito no texto de Pero de Magalhães de Gandavo, 1576, intitulado "História da província de Santa Cruz". Nele é retratado é criticado a falta das letras L, R e F no vocábulo indígena. Vide, que não houve alguma airosidade da metrópole portuguesa nas oriundas tradições dos nativos.


Hordienamente, existe uma prévia concepção de " dialetos corretos", gerando uma espécie de estereótipo baseado nas normas padrões ou gramáticais, aplicadas mediante a fala ou escrita. Com efeito, ocorrem diversas avaliações negativas, seja pelo uso de coloquialismo ou regionalismo, algo vigente no vocabulário brasileiro.Evidenciando a concepção de superioridade de algumas linguagens sobre as demais, algo inaceitável é de cunho inverosímil.


Concomitante, há também um preconceito centralizado em pessoas nomenclaturas popularmente "caipiras",que são pessoas que vivem em ambiente rurais, onde não contém escolaridade necessária para desempenhar conversas consideras aprazíveis a todos. Implicando uma displicência contra essa parcelas populacionais, e paralelamente, ocasionando uma restriçao na abrangência do léxico em um país onde práticas de difusão linguísticos são consideradas errônezadas diariamente.


Portanto, faz-se mister, a criação de projetos relacionados as variedades na linguagem, com intuito de propagar ideias de falas diferentes, porém, que devem ser aceitas por cada grupo sociais. Ademais, cabe as escolas o empenho nesta situação problema, é de suma importancia que por meio de ensinamentos sobre as origens e histórias por trás de cada língua ou idioma em uma escala maior. Assim, serão formados cidadãos conscientes e conhecedores, os quais não propagaram este tipo de preconceito.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!