O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

O filme "Juno" relata a experiência de uma jovem a qual enfrenta várias dificuldades(sociais, psicológicas e físicas) por uma gravidez precoce e indesejada. Todavia, fora da ficção estadunidense, essa é uma amostra do impasse, gravidez na adolescência, configurante do cenário contemporâneo brasileiro. Dessa forma, seja pela influência exercida pela mídia, seja pela falta de informação sobre a gravidade dessa questão, esse revés manifesta-se.
É indubitável a interferência de novelas, filmes e séries no comportamento de uma sociedade. Entretanto, essa atuação nem sempre se reflete beneficamente, isto é, por crianças e jovens, geralmente, ainda não possuírem um senso crítico muito desenvolvido, acabam por serem influenciados a praticas não condizentes com a idade. Exemplos disso estão distribuídos em práticas como o alcoolismo, tabagismo e a própria atividade sexual entre adolescentes. Logo, nota-se uma das causas para a gravidez na adolescência: a influência negativa das mídias.
Outrossim, nas escolas, o foco dos professores e do material didático, normalmente, está em ensinar sobre as doenças sexualmente transmissíveis e no uso correto do preservativo, apenas tangenciando o assunto gravidez na adolescência, porém é de notável importância o ensinamento e a amostra das consequências de uma gestação precoce. Além dos riscos gerados ao corpo da menina, podendo levá-la à morte, a maternidade tão cedo atrapalha na formação acadêmica e profissional e na saúde psicossocial da gestante. Dessa modo, sem o conhecimento e a reflexão sobre o desdobramento advindo desse impasse, muitas garotas levarão essas sequelas por toda a vida.
Segundo Gandhi, o futuro dependerá daquilo que se faz no presente. Sendo assim, é necessário medidas para tratar a questão da influência da mídia sobre os adolescentes como a divulgação de novelas, filmes e séries, em que o jovem aja de acordo com sua idade, realizando atividades saudáveis, como estudar, brincar e praticar esportes, pelas emissoras de televisão e produtoras de filmes e séries. Além disso, caberia ao MEC a produção e a divulgação de materiais a todas as escolas, particulares e públicas, de ensinos fundamental e médio, mostrando as consequências físicas, sociais, mentais e profissionais de uma gravidez na adolescência. Dessa maneira, usar a influência da mídia e a educação formal como instrumentos de combate a essa problemática.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!