O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Em meados do século passado, o escritor austríaco Stefan Zweig mudou para o Brasil devido a perseguição nazista na Euroupa. Bem recebido e impressionado com o potencial da nova casa, Zweig escreveu um livro cujo título é até hoje repetido: "Brasil, país do futuro". Entretanto, quando se observa a deficiência das medidas na luta contra a destruição do meio ambiente no Brasil, percebe-se que a profecia não saiu do papel. Nesse sentido, é preciso entender suas verdadeiras causas para solucionar esse problema.


É indubitável que a questão constitucional e a sua aplicação estejam entre as causas do problema. Para o educador brasileiro Paulo Freire no livro "Pedagogia do Oprimido": ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, midiatizados pelo mundo. De maneira análoga, observa-se que, no Brasil, as indústrias são responsáveis por produzir resíduos altamente prejudiciais. A poluição causada por componentes químicos pode vir a prejudicar o meio ambiente em diversas esferas, destacando-se como responsável pela formação da chuva ácida, que danifica todos que vivem na região do descarte.


Outro problema vigente é o descarte incorreto de resíduos, haja vista que, a maior parte desses detritos param em rios, enquanto os restantes acumulam-se em aterros sanitários e lixões, podendo vir a causar inúmeras doenças.


Destarte, é imprescindível que o Governo, em parceria com o Ministério da Cultura crie políticas públicas que visem a fiscalização e diminuição da poluição, o uso sustentável de recursos naturais e a reciclagem como meios fundamentais. Além disso, o Ministério da Educação deve instituir em âmbito escolar e acadêmico, debates entre educadores e educandos, palestras sobre a poluição e desmatamento, a fim de conscientizar a importância de preservar o meio ambiente. Nessa conjuntura, importantes avanços serão obtidos.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!