O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: A participação política do jovem no Brasil conteporâneo.


Nota-se que não é de hoje a importância da participação dos jovens na política, pois como já visto há anos, os movimentos juvenis são de suma importância para o direito à cidadania. Dessa maneira, é essencial citar a luta da jovem Malala Yousafzai, vencedora do prêmio nobel por lutar e arriscar sua vida em pró da educação e contra o autoritarismo de seus governantes aos quinze anos de idade. Todavia, é chegado o debate em que muitas pessoas concordam que os jovens ainda são imaturos para tomar algumas decisões e até os excluem de certos debates sociais.


Excluir os jovens de questões da sociedade é tirar-lhes o direito de agir como cidadões, visto que atualmente os mesmos têm sido dois quintos de toda população brasileira e, o grupo que mais tem debatido e ido as ruas lutar pela virtude de toda população. Como aconteceu nas manifestações de Maio de 2019, em que milhões de estudantes foram exigir pelo direito de educação à todos e, em muitos locais foram tratados com repreensão. Portanto, o grande problema em questão, é em como esses jovens têm sido acometidos, já que tantos deveres lhes são exigidos, mas poucos direitos lhes atribuídos.


Além do mais, é importante ressaltar que o restante da população não tem contribuído para a intensidade da democratização juvenil na sociedade. Muitas vezes, os professores, auxiliadores e os próprios pais censuram a participação dos jovens na política, o qual mostram a ignorância sobre o tema, já que eles são os principais fatores de mudança no mundo. A exemplo disso, é importante lembrar a quantidade de mudanças em que há na participação desses jovens durante a história do Brasil, como a "Passeata dos 100 mil" que os reuniu para lutar contra o regime militar e a favor do movimento estudantil em 1968, o que põe em relevância a necessidade do povo, através dos jovens, enfrentar os desafios existentes no país.


Portanto, medidas são necessárias para resolver a adversidade. Cabe a escola investir na intelectualidade de seus alunos, por meio de debates que os façam querer participar das questões econômicas e sociais dos locais onde vivem, os levando a conhecer adentro a história de seu próprio povo, a fim de os mostrar a importância de suas participações para o desenvolvimento do país. Outrossim, o Estado deve estar disposto a ouvir a essa faixa etária, por meio de interação com suas escolas e os lugares onde vivem, o qual façam o uso de seu poder para abrangir a juventude, a fim de melhorar as relações entre governo e população. Ademais, com forte desempenho haverá equilíbrio social e a luta de jovens como Malala Yousafzai não passarão por jornadas tão cruéis.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!