O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: Desenvolvimento sustentável: utopia ou realidade?


Da obra de Lima Barreto, Policarpo Quaresma é retratado como patriota inflamado, apaixonado pelas belezas naturais brasileiras. Apesar de seu triste fim, Policarpo acreditava em um país mais autossustentável que se desenvolvesse de maneira harmônica com o meio ambiente. Não distante da ficção, a realidade da trama pode ser relacionada com o hodierno desejo de desenvolver um turismo sustentável. No entanto, alguns problemas tornam esse ideal cada vez mais utópico, sendo necessário, portanto, debater sobre seus benefícios e suas implicações.


Em primeiro lugar, é preciso destacar que o turismo sustentável no brasil e no mundo vem crescendo significativamente nos últimos anos. Isso porque, devido ao desejo de escapar dos grandes centros populacionais, alguns indivíduos encontram no turismo sustentável uma maneira de fugir da sua realidade. Tal processo de catarse, garante crescimento econômico, social e ambiental, o que gera não somente fonte de renda, mas conscientiza seus próprios visitantes a preservarem a natureza. Dessa forma, garante-se a sustentabilidade e a preservação local – algo tão idealizado pelo Major Quaresma.


Não obstante, o Estado atua como problema na obtenção desse cenário. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), a imagem do Brasil no exterior é exposta de maneira totalmente escatológica, no qual promove a criação de estereótipos negativos e afasta a vinda de turistas ao país, por meio de noticiários que fazem menções a arrastões constantes, roubos com arma de fogo e exposição a doenças perigosas, como a dengue. Consequentemente, o turismo sustentável – importante ação para a economia – torna-se dispensada pelo Estado e inutilizada, até mesmo, pelos próprios brasileiros. Logo, é substancial a alteração desse quadro que vai de encontro não somente aos direitos do indivíduo, como também, aos do meio ambiente.


Infere-se, portanto, que medidas devem ser tomadas para mitigar problemas do turismo sustentável. Desse modo, compete a Embratur – agência de turismo do Governo Federal – promover a imagem do Brasil no exterior, por meio de filmes e séries que abordem as belezas naturais e a simpatia do povo brasileiro, afim de assegurar uma mudança de pensamento acera do país. Paralelamente, cabe às prefeituras, por meio de verbas públicas, aumentar a frota de policiais militares nos principais pontos turísticos, no intuito de garantir a segurança não só da população local, como também dos visitantes. Somente assim, o turismo sustentável pode se efetivar no país, deixando de ser utopia para ser realidade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!