O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Ao contrário do posicionamento positivista de Durkheim, Weber defende como tese que os processos e fenômenos sociais são dinâmicos e mutáveis, os quais necessitam ser interpretados para extrair o sentido. Nessa perspectiva, pode-se afirmar que a questão da saúde mental no Brasil exige uma ampla discussão sobre os fatores educacionais e constitucioanais, que corroboram esse cenário na sociedade contemporânea.


A princípio, percebe-se que, em um contexto onde a banalização das relações humanas intensifica os agravos mentais, começar as mudanças através das instituições de ensino tornou-se essencial, uma vez que a ocorrência de psicopatologias é um fator histórico e cunjuntural. Dessa maneira, as modificações socioculturais emergidas pela globalização, colaboram para o surgimento das mazelas psíquicas como depressão , síndrome do pânico e transtornos de ansiedade, evidenciando a facilidade com que os agentes externos conseguem impactar a estabilidade fisiológica do ser humano. Nesse contexto, as escolas têm a tarefa de proporcionar atividades de integração , com base no respeito e na tolerância, orientando e preparando os alunos para as diferenças sociais e seus direitos e deveres em sociedade.


Além disso, é inegável que a questão constitucional e sua aplicação estejam entre as causas do problema. Verifica-se que a ausência de maiores investimentos no modelo assistencial em saúde mental, colabora com o aumento da segregação de pessoas com transtornos psíquicos, erroneamente chamadas de "loucas". De acordo com Aristóteles, filósofo grego, " A política deve ser usada de modo que, por meio da justiça, a harmonia seja alcançada na sociedade". Nesse sentido, a falta de ações públicas na disponibilização de assistência à reabilitação dos portadores de psicopatologias, rompe com essa harmonia,pois, expõe as vítimas a uma condição de maior exclusão e desrespeito.


Portanto, espera-se que os esforços para mudança sejam conduzidos de modo a promover avanços com relação à questão da saúde mental no Brasil. Para isso, o Poder \público deve destinar maiores investimentos na construção de hospitais especializados em psicopatologias, a fim de atenuar a segregação e exclusão, disponibilizando recursos para a reabilitação e integração social. Ademais, cabe ao Ministério da Educação criar um projeto para ser desenvolvido nas escolas públicas e privadas, promovendo palestras elucidativas, por meio de exemplos em obras literárias, de dados estatísticos e depoimentos de pessoas envolvidas com o tema, para que a sociedade civil e escolar não seja complacente com a cultura do esteriótipo e banalidade das relações difundidos socialmente.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!