O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

No limiar do século XXI, o assédio sexual é um dos problemas que o Brasil foi convidado a administrar, combater e resolver. Pode-se perceber que o Brasil define assédio sexual como crime com detenção de um a dois anos como também que quase metade das brasileiras declaram terem sido vítimas de assédio sexual.


Segundo a lei 10.224\2001, o crime de assédio sexual consiste no ato do agente de constrangir alguém com o intuito de obter vantagem sexual ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente de superior hierárquico ao exercício de emprego, cargo ou função. O crime obtém uma pena de detenção de um a dois anos de reclusão, entretanto, segundo a senadora Vanessa Grazziotin, não são apenas os superiores hierárquicos que sentem poderes sobre às mulheres, pois, segundo ela, muitos homens ainda veem as mulheres, como um todo, como objeto de desejo, e não como pessoas detentoras dos seus próprios direitos.


Segundo a pesquisa coordenada pelo Instituto de Pesquisa Datafolha, publicada em 11 de janeiro de 2018, constatou que 42% das mulheres com 16 anos ou mais declara já terem sido vítima de assédio sexual.


Parafraseando o escritor Oscar Wilde, a insatisfação é o primeiro passo para o progresso de um homem ou uma nação. Tomando como norte a máxima do autor, para combater o assédio sexual no Brasil são necessárias alternativas concretas que tenham como protagonistas a tríade Estado, mídia e sociedade.


O Estado, deverá promover políticas públicas que visem combater o assédio sexual em todos os ambitos; à mídia, deverá realizar campanhas públicitárias que encoragem as mulheres à denunciar os assédios sofridos diariamente; a sociedade, deve incentivar que às mulheres não se calem perante aos assédios sofridos.


Somente assim, combateremos o assédio sexual no Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!