O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Consoante o filósofo Edmund Burke "Um povo quando não conhece sua história, está condenado a repeti-la", a falta de conhecimento histórico sobre o surto de HIV na década de 80, que infectou e levou muitas pessoas à morte, faz com que os jovens hodiernos cometam o descanso de não se prevenirem em suas relações. Nesse contexto, nota-se que o aumento das DST’s entre os jovens brasileiros é uma realidade problemática no país, seja pela imprudência dos jovens nas relações sexuais, seja pela falta de educação sexual que é tratada como um tabu na sociedade.


Primeiramente, vale ressaltar que a imprudência dos jovens na hora das relações sexuais é o fator que mais contribui para a disseminação das DST’s, visto que, o número de jovens que não usam preservativo vem aumentando. De acordo, com dados do Ministério da Saúde apenas 56,6% dos brasileiros de 15 a 24 anos usam camisinha, além disso, a imprudência dos jovens é muito grande com a relação a negação para fazer os exames periódicos para detecção de doenças, pois é nesses exames que se detecta os vírus ou bactérias presentes no corpo, contribuindo assim ainda mais para o aumento das doenças.


Ademais, o tabu instaurado sobre a educação sexual ao longo dos anos se tornou um fator contribuinte para o aumento das DST’s. Segundo o filósofo e escritor Cícero "A saúde é conservada pelo conhecimento e observação do próprio corpo", entretanto, essa é uma realidade que não é vivida atualmente, pois a educação sexual foi marginalizada pela sociedade, apesar de, ser um agente que deveria ser obrigatório por sua contribuição no combate as doenças, pois se um jovem aprende os perigos relacionados ao não uso do preservativo ele tende no futuro a ser mais responsável nas suas relações sexuais.


Portanto, diante da problemática expostas, demarca-se como um dos principais contribuintes para o aumento das DST’s entre os jovens brasileiros a imprudência e a falta de educação sexual dos jovens. Com isso, faz-se necessário que o Ministério da Saúde, responsável pelas condições de proteção da saúde do país, implemente campanhas de conscientização sobre a importância de se proteger nas relações sexuais, por meio de avisos e comerciais educativos nos veículos midiáticos. Dessa forma, se estará contribuindo para o incentivo do uso de preservativo, para através disso diminuir o número dessas enfermidades entre as pessoas do Brasil.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!