O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Sexualização precoce e a exposição midiática para jovens no Brasil


Sob âmbito mundial, a erotização precoce de crianças e adolescentes tem deixado de ser um problema apenas social, mas também de saúde pública. No Brasil, por ser um país majoritariamente católico, o tabu sobre o sexo é recorrente. Por outro lado, a exposição da mídia ao sexualizar corpos em revistas, propagandas e novelas incentivam o jovem a explorar precocemente sua sexualidade. Assim, faz-se necessário instituir e controlar essa erotização garantindo um desenvolvimento saudável ao jovem e uma infância tranquila.


Prieiramente, a criança e o adolescente são naturalmente curiosos e são facilmente induzidos a explorarem sua sexualidade, mesmo com o tabu familiar. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, mais de 500mil crianças nasceram com mães entre 10 e 19 anos. Com isso, a gravidez precoce acontece principalmente por falta de informação, e abrange também o aumento de DST's, e a deturpação do direito a infância. Dessa forma, a psicanálise de Freud é clara ao afirmar que experiências na infância mudam o desenvolvimento do jovem ao longo da vida.


Segundo a Escola de Frankfurt, há um conceito de "indústria cultural" que tendem a sexualizar a imagem de crianças no intuito delas se sentirem cidadãos possuidores de de desejos e decisões de compra. Nesse contexto, é incontrovertível que ao dar essa ilusão de maturidade às crianças, elas atrelam isso a seu modo de agir, pensar e se relacionar. Desse modo, com o tabu social, nem mesmo as escolas conseguem ter a liberdade de abordarem esse tema de forma eficaz ao direcionar os indivíduos ao pensamento crítico e ao autoconhecimento físico e mental.


Em suma, o tabu e a exposição midiática capitalista dos dias atuais atuam como fatores deterministas no meio em que esses jovens crescem e estão inseridos. Nesse viés, o Estado, juntamente ao Poder Legislativo, deve punir por meio de leis que condenem a indução da erotização preococe feita por empresas a fim de vender produtos. Além disso, o Ministério da Educação deve, junto a família, ensinar e instruir os jovens ao pensamento crítico e as consequências dessa sexualização, sendo elas em escolas e no próprio lar, acabando com o tabu que levam os joven a consequencias irredutiveis.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!