O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre


DEPRESSÃO E SUICÍDIO ENTRE OS JOVENS BRASILEIROS

Segundo Zygmunt Bauman, sociólogo polonês, a falta de solidez nas relações sociais, políticas e econômicas é característica da "modernidade líquida" vivida no século XX. O aumento do número de casos suicídio entre a juventude brasileira, reflete essa realidade, visto que a ausência de relações humanas concretas pode contribuir para a solidão do jovem. Nesse contexto, não há dúvidas que combater atos suicidas ainda é um desafio no Brasil o qual ocorre, infelizmente, devido não só ao estímulo das redes sociais, mas também ao preconceito da sociedade.?
De imediato, a liquidez citada inicialmente é representada e fomentada nas redes sociais. Nota-se que, as exposições nos meios virtuais, retratam uma vida sempre perfeita e feliz, excluindo parte da população que não se enquadra nesse perfil, assim, sentindo-se inadequados, jovens podem desenvolver a depressão e, consequentemente, atos suicidas. Somado a isso, encontra-se o estímulo ao suicídio exposto nos meios midiáticos, que demostram a prática como uma possível solução para os problemas do cotidiano, como visto na série 13 Reasons Why (Os 13 motivos), exibida pela rede Netiflix. Desse modo, é evidente que combater as causas do problema é fundamental para sua resolução.
Outrossim, o preconceito da sociedade ainda é um grande impasse à assistência ao jovem depressivo. Tristemente, a sociedade tende a ver a depressão não com uma doença, que deve ser tratada por médicos, mas como preocupações passageiras ou um simples melindre sentimental. Com isso, muitos jovens permanecem depressivos sem o devido acompanhamento de psicólogos e psiquiatras, propiciando os casos de suicídios. No entanto, segundo o pensador e ativista francês Michel Foucault, é preciso mostrar às pessoas que elas são mais livres do que pensam para quebrar pensamentos errôneos. Assim, uma mudança nos valores da sociedade é fundamental para combater a problemática.?
É evidente, portanto, que ainda há entraves para garantir a solidificação de politicas que visem à construção de um mundo melhor. Destarte, o Ministério da Saúde deve fornecer tratamentos psicológicos, inserindo um maior número de profissionais dessa área no Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da redistribuição das verbas da saúde, a fim de resolver a depressão como uma patologia. Paralelamente à isso, o Poder Executivo deve censurar mídias que incitam o suicídio. Por fim, ONGs e instituições religiosas devem oferecer tratamento psicológico e espiritual aos jovens, com intuito de conceder novas possibilidades aos problemas enfrentados e evitar os suicídios. Sendo assim, desde que haja parceria entre governo e comunidade, será possível amenizar o número de suicídios.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!