O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Tema: O combate ao preconceito linguístico no Brasil.

Segundo o sociólogo Émile Durkheim, a sociedade é semelhante a um organismo biológico, por ser constituída, assim como este, por partes que interagem entre si. Logo, para que esse corpo não entre em colapso, é crucial que os direitos de cada indivíduo sejam garantidos. Contudo, no Brasil, isso não ocorre, uma vez que o preconceito linguístico torna-se cada vez mais evidente, devido à mentalidade de que o país é homogêneo e à discriminação com diferentes classes sociais.

Durante a colonização do território, houve a miscigenação de vários grupos, como os indígenas, os europeus e os africanos. Desse modo, surgiu uma pluralidade de culturas e de línguas, cada uma com suas particularidades. Todavia, hoje, há a predominância do pensamento de que todos os cidadãos devem ter as mesmas características e práticas culturais, ou seja, a visão de que o Brasil não é heterogêneo. Nesse sentido, há manifestações de preconceito linguístico em todos os setores da sociedade, quando são incorporados, nos diálogos ou nas redes sociais, palavras ou expressões consideradas "não brasileiras", mesmo que sejam, em razão de não serem conhecidas por todos.

Além disso, há também o preconceito relacionado à condição socioeconômica. Isto é, grande parte dos brasileiros não tem acesso à formação educacional completa, devido a uma série de fatores, fato que tornam escassas as oportunidades de conhecimento desses grupos e, por conseguinte, termos científicos ou palavras rebuscadas são adaptadas pelos falantes. Nesse contexto, a discriminação ocasionada pela variação linguística socioeconômica é alarmante. Prova disso é o caso de um médio que, em 2017, ridicularizou, nas redes sociais, o modo como um paciente, sem formação educacional, se referiu a termos médicos.

Torna-se evidente, portanto, a premência em reestruturar os princípios dos cidadãos, de modo a erradicar o preconceito linguístico e garantir, de fato, a coesão e o equilíbrio social, proposto por Durkheim. Para tanto, cabe à mídia, em conjunto do Governo Federal, promover campanhas de conscientização, em todos os veículos de comunicação, tendo em vista ter certeza de que todas as camadas sociais serão atingidas, nas quais serão apresentadas as origens da formação cultural brasileiro, a qual é proveniente de uma aculturação de povos, e que nem todos têm acesso à educação, logo, discriminar não é uma opção, uma vez que a falta de conhecimento muitas vezes não se dá por opção própria. Assim, espera-se que, futuramente, não haja mais ocorrências de manifestações de preconceito relacionadas às variações linguísticas.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!