O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Segundo o ex-politico e abolicionista Benjamim Franklin, a paz e a harmonia são as verdadeiras riquezas de uma família. Infelizmente, apesar dos avanços sociais, muitos indivíduos escanteiam essas virtudes e não reconhecem como família as uniões fora dos padrões patriarcais e religiosos. Desse modo, faz-se necessário uma analise sobre a problemática, com intuito de erradicar o impasse.
É fundamental observar, a principio, que uma das maiores barreiras para o reconhecimento dessas uniões como família é a Igreja evangélica, vez que , ela reproduz o discurso que o único modelo aceito é o tradicional patriarcal, não incluindo a união homossexual. Essa vertente vai de encontro com os dados da Comissão Nacional de Justiça que apresenta, com por exemplo, Natal-RN, onde os casais homo afetivos somam 10% do total de adoção de crianças da cidade. Nesse contexto, é intrigante que essa parcela significativa da população não tenha a devida aprovação de ampla sociedade.
De mesmo modo, cabe salientar que o machismo também é um fator determinante para a perduração do problema, pois desqualifica a união de mães solteiras com seus filhos, esse pensamento coloca a mulher como incapaz de sustentar uma família. Essa triste corrente deslegitima os quase 20% dos lares brasileiros, segundo o IBGE, que são formados por mães e seus filhos, como também, as mulheres solteiras pretendente a adoção, que representam 15% do total de pedidos de adoção do Brasil. Contudo, é indiscutível que o machismo é uma afronta a liberdade e o direito dessas famílias.
Diante dos fatos, é imprescindível que, como Benjamim Franklin afirma, as famílias sejam reconhecidas por seus laços afetivos e não por sua conjuntura. Para isso, é necessário que as escolas, principais formadoras de caráter e opinião, promova uma reflexão sobre o assunto, através de debates, palestras e oficinas. Espera-se com isso, formar cidadãos que respeitem as diversidades, e reconheçam as novas formas de família da atualidade.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!