O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

A história da humanidade é marcada pela oposição, opulência e miséria. Na contemporaneidade, o modelo econômico mundial e a dificuldade de acesso das classes menos abastadas à educação formal, perpetuam a grave problemática social da fome, haja vista a indiferença dos povos com essa temática.
Conforme as ideias de Durkheim, o fato social é a maneira coletiva de agir e de pensar. Nessa perspectiva, segundo os princípios econômicos vigentes, os indivíduos priorizam a acumulação de riquezas e a satisfação pessoal, por conseguinte tornam-se insensíveis às questões de relevância coletiva, tais como as milhares de pessoas que, hoje em dia, ainda morrem de desnutrição. Em outra abordagem, nações e governantes, a fim de manterem a hegemonia do poder, oprimem populações inteiras, haja vista a falta de gêneros alimentícios que assola a Venezuela e alguns países da África.
Ademais, Immanuel Kant afirmou, "o homem é aquilo que a educação faz dele". Dessa forma, em um contexto altamente tecnológico, a não universalização do acesso ao sistema educacional provoca a massificação do pensamento, a concentração de renda e o espraiamento da miséria, consequentemente, mantém "ad aeternum" o abismo social existente e as relações de inobservância às necessidades básicas de alimentos que milhões de seres humanos enfrentam em seu cotidiano.
Sob outra ótica, temos ações isoladas, tais como o projeto Satisfeito, o qual reúne restaurantes cadastrados, em que o cliente paga o prato com valor integral e recebe 2/3 da comida, doando 1/3 às crianças necessitas. Sendo assim, trata-se de uma iniciativa louvável, mas que atenta às consequências, não agindo sobre as causas geradoras da má distribuição mundial de alimentos.
Portanto, no intento de resolver a grave problemática social da fome, é necessário que as associações comerciais, industriais, sindicatos, ONGs e escolas promovam projetos, debates e conferências sobre essa temática e as ações a serem aplicadas. Essas ações objetivam formar governantes e cidadãos com pleno desenvolvimento biopsicossocial, cognitivo, críticos e atuantes em suas áreas, capazes de propor as mudanças legais, econômicas e sociais, as quais tensionarão as estruturas dominantes e produzirão uma humanidade mais justa, equânime e harmônica, resultando na eliminação da vexatória mazela social que é o semelhante morrer de fome em um planeta no qual se desperdiça produtos alimentares.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!