O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

COMO ENFRENTAR A PROBLEMÁTICA DAS CRISES HÍDRICAS
Desde a chegada oficial dos português ao Brasil, por volta do século XVI, prega-se que os recursos naturais dessa nação são intermináveis. Seguindo essa forma errônea de pensar, o brasileiro pouco tem feito para enfrentar as crises hídricas constantes. Isso se evidencia não só pela pouca educação ambiental por parte da população, mas também pela inabilidade governamental em criar meios que minimizem esse transtorno ambiental e humano.
É irrefutável muitos cidadãos desperdiçam água de forma exorbitante, confirmando a concepção do filósofo Sócrates que "os erros são consequência da ignorância humana" Seguindo esse juízo, essas pessoas não sabem, ou não querem saber, que a água é de extrema importância para sobrevivência humana e atividades, como lavar calçadas e banhos demorados são ações desnecessárias que agravam a escassez e a reposição natural desse líquido. Por conseguinte, tal desperdício se tornou corriqueiro no cotidiano nacional.
Além disso, a falta de políticas públicas mais eficientes que reduzam os impactos da crise hídrica fere o artigo 225a da Carta Magma, visto que a União não está cumprindo seu papel constitucional. Dessarte, o Estado não fomentou ações que visem preservar as fontes de água e otimizar sua captação de forma sustentável para o abastecimento da população. Isso torna essa nação muito diferente daquele da obra de Thomas Morus, no qual a população gozava da eficiência da máquina pública. Dessa forma, o Brasil fica muito distante do ideal.
Portanto, é impreterível a atuação estatal para solucionar essa problemática socioambiental. Nesse sentido, cabe ao Ministério do Meio ambiente, por meio de convênio com os estados, destinar recursos para que estes invistam em amplos programas de despoluição e preservação dos rios e construção de adutoras, interligando as bacias hidrográficas locais, afim de abastecer as cidades e minimizar os efeitos das secas. Ademais, o supracitado Ministério e a mídia deve veicular campanhas para educar a população sobre o uso sustentável da água nas atividades do dia a dia. Assim, o povo desta nação será diferente daquele do período colonial.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!