O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Preconceitos enfrentados pelos homossexuais na doação de sangue

Cegueira branca 

Com uma terrível "treva branca", Saramago, em sua obra "Ensaio sobre a cegueira", deixa cego os habitantes de uma cidade. De maneira idêntica, metaforicamente, encontram-se os cidadãos brasileiros diante das dificuldades enfrentadas por homossexuais na doação de sangue. Sobretudo, parecem ter perdido a lucidez e o afeto, porque se encontram subjugados ao preconceito e a falta de propósitos coletivos. Com o próposito de resgatar o que se perdeu, "é preciso ser os olhos daqueles que não os têm". 


Primeiramente, deve-se analisar o constrangimento sofrido por homoafetivos, visto que, pelo simples fato de se relacionarem com outros homens, são vetados de fazer um ato solidário - a doação de sangue -, que poderia salvar a vida de pessoas. No "Poema de sete faces", de Carlos Drummond, o eu-poético, apresenta-se em conflito com o mundo. Semelhantemente, sente-se o indivíduo, alvo de homofobia, desajustado ao contexto social. Trata-se do "gauche" na vida, do diferente e do deslocado, devido às falhas na educação e na legislação brasileira. 


Em seguida, devemos analisar a falta de objetivos para o bem-comum, uma vez que a ausência destes é responsável por diversos problemas, como a falta de sangue nos hemocentros. Karl Marx acertou ao afirmar que é preciso modificar o mundo. Um olhar em direção a realidade confirma que viver em sociedade significa estabelecer propósitos coletivos. Nessa direção, o preconceito seria extinguido e vidas seriam salvas. 


Em suma, o preconceito na doação de sangue deve se extinguir. A família é responsável por educar seus filhos, através de conversas e exemplos, a fim de que cresçam sem preceitos. O Ministério da Educação juntamente a instituições escolares e a mídia, devem promover campanhas, com o intuito de inclusão social dos homossexuais e promover a igualdade. Em princípio, o Ministério da Saúde deve ser mais rigoroso, a fim de garantir a todos o direito de doar sangue, independente da opção sexual, assim, os homoafetivos passariam por menos constrangimentos. Desse modo, será possível colocar-se um fim na "cegueira" vivida em nosso país em relação ao homossexual ser doador de sangue. 
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!