O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Tema livre

Na Idade Média, os doentes mentais eram marginalizados, excluídos do convívio social e até submetidos a métodos de tortura. Isto ocorria devido ao grande desconhecimento a respeito do corpo, em uma época em que a religiosidade era preponderante. Na Idade Moderna houve um grande salto dado pela ciência com relação aos doentes mentais, o que provocou mudanças significativas a esse grupo-população. Apesar disso, as doenças mentais ainda são o principal grupo de doenças patológicas negligenciadas pela sociedade o que contribui para que as doenças mentais cresçam continuamente.O preconceito social e o estresse contemporâneo são agravantes dessa doença e tornam a resolução desse impasse impossibilitada.
O estigma social presente na sociedade faz com que as pessoas que sofrem desta doença se tornem tão atormentadas quanto a figura de "O Grito" de Edward Munch. Isto ocorre porque os doentes mentais foram vinculados ao estereotipo atribuído a doença. Um exemplo disso é a depressão. Esta é uma das psicopatologias que mais cresce na sociedade. Segundo a OMS em 2025 a depressão será a doença com mais frequência entre pessoas. Com efeito, cidadãos que sofrem com essa patologia não são vistos como doentes e sim pessoas que desejam atenção. Fatalmente, esta discriminação diminui o acesso a saúde e aos serviços sociais, o que torna difícil o diagnostico e tratamento da doença.
Também merece destaque nesse cenário, as mudanças socioculturais e o estilo de vida dos indivíduos. O enfraquecimento das relações humanas ao longo da consolidação do capitalismo moderno atua como catalisador do aparecimento das doenças mentais. As interações entre os seres humanos tornou-se menos fluidas e concretas, esse fato gera um vazio emocional tornando mais frequente a assiduidade das psicopatologias.Com o modo de vida cada vez mais estressante, os indivíduos são obrigados a se adaptarem de forma muito rápida e sem cuidado com a saúde mental . Fica evidente que os brasileiros são ensinados a preocuparem- se com a saúde física mas negligenciarem a saúde mental . Essa atitude promove cada vez mais o crescimento das psicopatologias.
Portanto, urge medidas para reverter o quadro atual. Fica evidente que o estigma social é um impasse para resolução da problemática. Para isso , é necessário que o Poder Público com o auxílio do Ministério da saúde invistam em campanhas com o objetivo de conscientizar a população acerca desse grupo de pessoas de modo que estes sejam identificados e tratados. Além Disso o governo deveria realizar palestras nas escolas nos ensinos médio e fundamental e na faculdade a fim de mudar a concepção a respeito das doenças mentais predominantes na sociedade. Ademais, é necessário que os postos de trabalho atuem para eliminar o estresse cotidiano através de palestras de conscientização psicossocial e locais especializados de descontração. Desse modo, a sociedade poderá crescer de forma coesa e saudável .

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!